Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

29/02/2016 - Opinião: Qual BEC podemos esperar contra o União Barbarense?

Essa é a pergunta que não quer calar, qual Barretos podemos esperar nos próximos jogos? O time que venceu fortes concorrentes ao acesso como Votuporanguense, Mirassol e Batatais, ou a equipe que perdeu para as equipes que hoje brigam para fugir do rebaixamento como o Rio Branco de Americana e Independente de Limeira?
Complicado analisar uma equipe que apresenta em jogos considerados mais complicados um alto nível de jogo, que vence e convence contra a forte votuporanguense, faz partidas dignas de Série A1 como foi contra o já campeão paulista Bragantino em Bragança, a excelente equipe do Mirassol em um grande jogo de futebol, onde o Touro do Vale deu mostras que a equipe com certeza chegaria com grande competitividade por uma vaga entre os 8 classificados.
Ou veremos daqui para frente uma equipe completamente sem concentração, objetividade, vontade de vencer, ou que acha que vencerá a qualquer momento, e perdendo pontos importantíssimos diante equipes que estão abaixo da tabela de classificação, como foi o caso de Rio Branco e Independente de Limeira. Claro que não podemos deixar de lado a dificuldade que a Série A2 desse ano vem apresentando, jogos de 3 em 3 dias, longas viagens, e o nivel de igualdade entre as equipes, mas isso não é um obstáculo apenas para o Barretos, todos participantes passam por isso, inclusive alguns deles com meses de salários atrasados, coisa que pelo menos a informação que tenho não é o que acontece no Touro do Vale.
O Barretos parece não ter forças para jogar os 90 minutos, as vezes falta concentração e um pouco mais de vontade, com bons inicios de jogos, mas que sente pressão quando não abre o placar nos primeiros minutos.
O Professor Tadei também pragmático nas substituições, há alguns jogos vem trocando "6 por meia duzia", e talvez falte um pouco mais de ousadia em substituir um meia por atacante, e tentar alterar a forma de jogar, que pode ser mais agressiva, claro que não é hora de trocar comissão técnica ou jogadores, até porque Tadei conhece a equipe, e ainda vejo como um dos melhores técnicos deste campeonato. Mas é fato que o time precisa de reforços, e que sejam jogadores não para completar elenco, mas sim que chegue para ser titular, ou pelo menos que brigue em nível de igualdade com os atuais titulares, que em alguns jogos provaram a capacidade técnica que tem.
Logo, não podemos esquecer o principal objetivo da temporada é se manter na A2 para 2017, não pensando pequeno, mas sendo realista com a dificuldade que o Barretos vem tendo, um time que foi confirmado 6 meses depois de todas equipes, e conseguiu montar uma equipe na média dos outros concorrentes. Henrique Fortunato


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2022 - Desenvolvido pela Williarts Internet