Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

15/02/2016 - Porque o Touro do Vale perdeu para o São Caetano?

Porque o Touro do Vale perdeu para o São Caetano? Essa resposta poderia ser prática e direta: Perdeu porque jogou pior? Porque o time do São Caetano foi superior? ou Porque o São Caetano fez o gol e o Bec não? Todas essas respostas estão corretas, mas claro que alguns detalhes podem ter levado o Touro ser derrotado fora de casa.
Detalhe 1 - A ausência de 3 jogadores considerados titulares, ou que vinham sendo titulares, William Mineiro, era o xerife da zaga tricolor, e que já vem mostrando bom entrosamento com João Victor. Garutti que foi o substituto de William Mineiro fez um bom jogo, não comprometeu mas fez apenas seu primeiro jogo com a camisa do BEC, com tempo pode substituir tanto William Mineiro como João Victor e dar confiança aos volantes.
Lucas Mendes foi outro ausente na partida, entrosado com a linha defensiva vinha sendo um dos melhores jogadores da equipe, seu substituto na partida o lateral William Cordeiro fez uma partida média igual todos jogadores, não desequilibrou mas não comprometeu.
Norton, talvez o que mais falta fez para o time, não que Almir Dias tenha feito uma má partida, mas com características diferentes de Norton, Almir Dias não tem a mesma força física para exercer a função tática que Norton tem na equipe.
Detalhe 2 - Com a proposta de jogar no contra ataque, a equipe do Barretos não mostrou velocidade para exercer essa opção, com Marzagão e Lídio mais presos na marcação, Almir Dias e Luciano Mandi não conseguiram dar velocidade ao time, nas poucas chances de armarem jogadas não tinham opções de passe, eram obrigados a segurar a jogada e com isso o São Caetano apertava a marcação no campo de ataque, na maioria das vezes roubava a bola e levava perigo ao gol Barretense.
Detalhe 3 - Só apos tomar o gol o Barretos adiantou a marcação, liberou mais Lídio e Marzagão para jogarem e fazerem marcação adiantada e teve 05 minutos de bom futebol no primeiro tempo. Fica esclarecido que pelas gesticulações de Vilson Tadei na beira do campo, não era opção do treinador que o time recuasse tanto no primeiro tempo.
Na volta do intervalo o BEC apresentou pelo menos um pouco do futebol que vinha jogando, dominou o jogo mesmo não criando chances reais de gol, e correndo atrás do prejuízo arriscou adiantando seus volantes para marcação no campo do adversário e deixando o ataque do São Caetano no mano com a zaga Barretense, ocasião em que o Azulão chegou a assustar o goleiro Junior em duas oportunidades.
Para o jogo de quarta feira com todas as opções a disposição, o Técnico Vilson Tadei poderá voltar a ter os 11 titulares das 4 primeiras partidas em campo, o preparo fiísico que foi importantissimo nas primeiras partidas do BEC que sobrou em relação aos adversários tem a tendencia de ser mais parelho já que as equipes vão adquirindo preparo durante os jogos. Resta ao Técnico Vilson Tadei tentar dar mais velocidade ao setor de criação do time, Luciano Mandi precisa ter maior participação no jogo, com a qualidade técnica que tem Mandi terá que ser protagonista no time e sair do papel de coadjuvante que está fazendo.
Para finalizar, é importante salientar que times vão oscilar durante o campeonato, e o Barretos não será diferente, os torcedores terão papel fundamental nos jogos dentro de casa, e precisamos fazer que o apelido "Caldeirão Caipira" que o Estádio Fortaleza recebeu na campanha do ano passado, seja realmente verdadeiro e sejamos o 12º jogador do Touro nessa difícil A2 do Paulista deste ano.


Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2022 - Desenvolvido pela Williarts Internet