Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

21/08/2012 - Numero de jogadores Estrangeiros no Brasil cresce 66% em 2012

Permanece a tendência de aumento da participação de jogadores Estrangeiros no Brasil. Considerando os 40 clubes das Séries A e B, saltou de 29 para 48 o número de "gringos" por aqui, um aumento de 66% desde o final do último Brasileirão. Porém, apesar do forte crescimento, apenas 22 das 40 equipes possuem estrangeiros, o que nos dá uma idéia do potencial de importação do mercado Brasileiro. Uma outra medida do espaço para crescimento se dá quando observamos que os elencos dos Times das Séries A e B contam com 1422 jogadores (698 na Série A e 724 na Série B), o que significa que apenas 3,4% dos jogadores são de fora (5,6% na Série A e 1,2% na B). Portanto, apesar do crescimento, o Brasil é o País mais fechado para jogadores estrangeiros entre os 60 principais mercados do Futebol no Mundo. Vale lembrar que também não contribui a existência da limitação que temos por aqui de 3 atletas inscritos por competição.

Os clubes do Sul mantém a tradição de sempre contar com estrangeiros no grupo. Inter e Figueirense lideram, cada um com 5 jogadores de fora, seguidos por Corinthians e Cruzeiro com 4. Por
outro lado, clubes importantes como Sport, Bahia, Vitória, Portuguesa e Ponte Preta aparecem sem 1 estrangeiro sequer.

Por Nacionalidade, os Argentinos são ampla maioria, com 22 atletas (47% do total), seguido pelos Uruguaios com 7 (15%) e Paraguaios com 5 (11%). Apenas 3 jogadores não são da América do Sul, sendo um Holandês, um Nigeriano e um Angolano.

A despeito da sempre alegada dificuldade de adaptação, bons motivos justificam a vinda de estrangeiros, desde a evidente questão do custo x benefício até as vantagens geradas por um
intercâmbio maior de nossos jogadores com outras escolas do Futebol. E além de serem uma boa alternativa para compor elencos (principalmente em clubes que participam de mais de uma
competição simultâneamente), vários gringos acabam por elevar o nível do futebol praticado por aqui: Clarence Seedorf, Diego Forlán, Andrés D’alessandro, Paolo Guerrero, Walter Montillo,
Sebastián "Loco" Abreu, Marcelo Moreno, Hernán Barcos, etc.

Os 49 estrangeiros tem idade média de 26,6 anos e valor de mercado somado de € 89 Milhões, uma média de € 1,8 milhão por atleta. O Argentino Walter Montillo (Cruzeiro) é o mais valioso, com € 9,1 milhões, seguido pelos Corinthianos Paolo Guerrero (Peru) com € 6,8 milhões, e Juan Manuel Martinez (Argentina) com € 4,6 milhões.

Fonte: Matéria de Fernando Ferreira


Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2022 - Desenvolvido pela Williarts Internet