Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

23/04/2010 - Barretense esta na final da Super Liga de Voleibol

O barretense Robson, conhecido como Bob no time do Cimed de Santa Catariana, vai disputar as finais da Super Liga de Voleibol contra Montes Claros depois de vencer na noite desta quinta feir a equipe do Pinheiros por 3 sets a 1.
Bob é irmão da arbitra Luciana Zimaro e no ultimo sábado foi destaque na partida contra o time do técnico Giba, ao marcar 25 pontos na vitória de sua equipe.

Observação: Fale Conosco LBF - Liga Barretense de Futebol Nome: manolinho gonzales Endereço: Bairro: Cidade: Cep: Telefone/DDD: E-mail: manolinho_gonzales@yahoo.com.br Mensagem OLÁ , NA FINAL DA SUPERLIGA DE VOLEY MASCULINA , ALÉM DO BOB QUÉ É BARRETENSE , O TÉCNICO DO MONTES CLAROS É O EX-LENVANTADOR TALMO , CAMPEÃO OLIMPICO EM 1992 . ELE FOI JOGADOR DO TIME DE BARRETOS NOS FNAL ANOS 80 . O TIME SE CHAMAVA FRIGORIFICO ANGLO , E ERA TREINADOR PELO PROF° JOSÉ FERNANDES FILHO .JOGOU O CAMPEONATO PAULISTA POR BARRETOS Confira como foi o jogo que levou o Cimed para as finais da Super Liga:

Jogando fora de casa na noite desta quinta-feira, dia 22, a Cimed se classificou pela quinta vez seguida para as finais da Superliga masculina de vôlei. Em um jogo recheado de erros e nervosismo, os catarinenses levaram a melhor em cima do Pinheiros e fecharam a partida em 3 sets a 1 (25/23, 23/25, 25/16, 25/20). Agora, o time de Florianópolis, atual campeão, vai atrás do tetracampeonato, no dia 1º de maio, contra o Montes Claros, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

No duelo de gerações, os mais novos foram implacáveis. Nem a experiência de Giba, os bloqueios de Gustavo e Rodrigão, e a força de Léo e Roca foram capazes de parar a Cimed. Os catarinenses se aproveitaram dos erros, falta de concentração, e ansiedade dos adversários e fizeram um jogo técnico, anulando as jogadas do Pinheiros. Mais uma vez, o levantador Bruninho mostrou porque é o titular da Seleção e distribuiu muito bem as bolas, deixando seus atacantes com o bloqueio simples, na maioria das jogadas. Com a perfeita atuação do líbero Mário Jr, o levantador teve o passe na mão e usou e abusou dos seus centrais, Éder e Lucão.

No lado do Pinheiros, Giba fazia a diferença. Ele começou pontuando, vibrando e chamando a responsabilidade, como tinha que ser, e como já era esperado. Mas, o time do craque perdia a paciência muito cedo, deixando de pontuar em contra-ataques decisivos. O Pinheiros errou demais para um time que queria chegar à final. Só no terceiro set, foram 10 pontos cedidos aos catarinenses.

Para a final, mais uma vez disputada em jogo único, difícil apontar um campeão. Pelo histórico e campanha consistente durante toda a competição, a Cimed leva vantagem. O Montes Claros não era favorito, mas mostrou sua força nos momentos decisivos, e eliminou o Cruzeiro que, junto com o time catarinense, liderou boa parte da Superliga. Olhos atentos para o oposto mineiro Lorena que, na última terça, tornou-se o maior pontuador de uma única edição da Superliga, com 684 pontos, segundo as estatísticas da CBV. O Montes Claros eliminou o Sada/Cruzeiro e fechou a série melhor de três em 2 a 0.



Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2022 - Desenvolvido pela Williarts Internet