Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

05/02/2010 - Lembra dele? Catanoce jogou no Amrica, Corinthians e treinou o B.E.C.

Por Edwellington Villa


Na foto da capa, Catanoce mostra a faixa de acesso com o XV de Ja


N foto da matria o Corinthinas com o time que perdeu de 2 a 1 para o Grmio, no Morumbi, domingo, dia 28 de setembro de 1986, pelo Campeonato Brasileiro. De p, a partir da esquerda: Ciro (massagista), Saulo (auxiliar), Casagrande, Catanoce, Edmar, Biro Biro, Joo Paulo e Carlos; agachados, na mesma ordem: Edivaldo, Jacenir, Edson, Wilson Mano e Lus Pereira




Era uma segunda-feira, dia 1 de setembro de 1986. O Campeonato Paulista acabara 14 dias antes e vrios clubes grandes brigavam pela contratao do volante Paulo Cezar Catanoce, a maior revelao do Amrica naquela temporada. Palmeiras, Santos, Guarani e Ponte Preta estavam na parada, mas quem levou a melhor foi o Corinthians, que pagou Cz$ 1,6 milho. A direo do Alvinegro deu uma entrada de Cz$ 400 mil e mais quatro parcelas mensais de Cz$ 300 mil, alm de ceder o centroavante Ricardo por emprstimo de um ano (janeiro a dezembro de 1987). Catanoce entrou na sala do presidente do Amrica, Benedito Teixeira, o Birigi, logo aps o almoo e s saiu ao anoitecer, com a concretizao do negcio, que se arrastava h 10 dias. Em princpio, Birigi pedia Cz$ 2,5 milhes, depois baixou para Cz$ 2 milhes. O Corinthians iniciou a transao oferecendo Cz$ 1,3 milho, mas concordou em elevar a proposta para fechar o acordo.

O assdio de vrias agremiaes se justificava pelo bom desempenho do meio-campista no Paulisto. Com um potente chute de perna direita, mesmo jogando como volante, Catanoce fez cinco gols, deixando sua marca nos empates de 1 a 1 contra Mogi Mirim e So Paulo, e nas vitrias de 1 a 0 sobre o Palmeiras, 3 a 0 diante do So Bento e de 2 a 1 contra o Juventus, dia 17 de agosto de 1986, na rua Javari, na ltima rodada da competio e na despedida dele pelo Amrica. Alis, nos 3 a 0 contra o So Bento, Catanoce abriu o placar aos 16 segundos do segundo tempo."Tnhamos uma jogada ensaiada na sada de bola em que o Roberto (zagueiro) lanava o Izael (ponta-direita) nas costas da zaga adversria", diz. "A defesa do So Bento tirou para o meio e eu peguei de primeira, de longe", descreve, exibindo uma gravao em fita cassete com o gol narrado pelo locutor esportivo Hitler Fett, que completou 48 anos de carreira na tera-feira passada.

Depois das despedidas de praxe dos amigos do Rubro, Catanoce apresentou-se na quarta-feira, 3 de setembro, ao tcnico Jorge Vieira, no Corinthians. A estria dele aconteceu na goleada de 6 a 0 sobre o Sergipe, dia 14/9/1986, pela 5 rodada do Grupo B do Campeonato Brasileiro, ao substituir Wilson Mano. No Timo, Catanoce jogou entre setembro de 1986 e janeiro de 1988. A despedida no Alvinegro foi no empate de 1 a 1 com a Caldense, em Poos de Caldas, em amistoso realizado dia 24/1/1988. Pelo Corinthians disputou 29 jogos, com 13 vitrias, 11 empates, cinco derrotas e nenhum gol marcado.

Chegou ao Amrica no incio dos anos 80
Nascido em Onda Verde, no dia 8 de novembro de 1964, Paulo Cezar Catanoce comeou a carreira em times amadores da regio. No final de 1980, defendeu o Granadense, de Nova Granada, contra o juvenil do Amrica, numa preliminar no estdio Mrio Alves Mendona. "Perdemos de 3 a 1, mas aps o jogo o Pedro Favarine e o Jacintho Angelone me chamaram para jogar pelo Amrica", recorda. Defendeu o Vermelhinho no Paulista Juvenil e em setembro de 1981, o tcnico Joo Leal Neto o convidou para treinar entre os profissionais. Estreou no time de cima na vitria de 3 a 1 sobre o Paranava, em amistoso disputado no Paran, justamente no dia em que completou 17 anos. Os gols foram marcados por Marinho, Ricardo e Mazzola. No ano seguinte, ajudou o jnior do Amrica a ficar entre os quatro melhores do estadual da categoria. Eram dois grupos e o Rubro perdeu a final do Grupo B para a Ponte Preta: 2 a 1 para a Macaca, em Campinas, e 1 a 1, no estdio Mrio Alves Mendona.

A equipe americana era treinada por Jacintho Angelone e formava com Moacir; Mrcio, Cardoso, Caetano e gio; Catanoce, Vagner Palamin e Z Roberto; Val, Ronaldo Arcanjo e Maurinho (Toninho). Na deciso do Grupo A, o Palmeiras goleou o Santos por 4 a 2, na Vila Belmiro. Posteriormente, a Ponte foi campe diante do Palmeiras. A estria oficial de Catanoce no time principal do Amrica ocorreu no sbado, dia 4 de dezembro de 1982, no empate sem gols com a Portuguesa, no Canind, na ltima rodada do Paulisto. O Rubro terminou o campeonato em 14 lugar, com 34 pontos. Convocado pelos tcnicos Oswaldo Brando e Cabralzinho para defender o Estado de So Paulo, ele foi vice-campeo do Brasileiro de Selees de 1983. "Na final, perdemos do Paran." Ainda esteve na Seleo Pr-Olmpica, junto com o goleiro Val, e ainda Taffarel, Dunga, Mauro Galvo, entre outros. "Eu e o Val fomos cortados aps um torneio no Chile." Aps duas temporadas (83/84) integrando o elenco americano, firmou-se como titular da equipe em 1985. Arrebentou e acabou vendido ao Corinthians. Na seqncia, foi convocado pelo tcnico Jair Pereira para defender a Seleo Brasileira de Novos. Depois de 16 meses no Alvinegro, Catanoce entrou como moeda de troca na negociao com o centroavante Ronaldo Marques, do Noroeste. Comeou a peregrinar por vrios clubes. Teve uma pequena passagem pelo Rio Preto e atuou ainda no Santo Andr, Santa Cruz, Operrio, So Bento, Bandeirante de Birigi, Goiatuba e Gara, onde pendurou a chuteira em 1998.

Como treinador
Quando parou de jogar, Catanoce recebeu o convite de Luisinho "Cai-Cai", cartola do Marlia, para ser o treinador, na Copa So Paulo de Futebol Jnior, do Flamengo de Guarulhos, clube que na poca tinha parceria com o MAC. Foi o ponto de partida para abraar a nova carreira. Disciplinador e autntico, ele j comandou Bandeirante de Birigi, Barretos, Taubat, Vocem de Assis, Lenoense, Jaboticabal, Linense, Rio Preto, Taquaritinga, XV de Piracicaba, Botafogo de Ribeiro Preto, Rio Claro e Monte Azul
"So 12 anos como treinador e me orgulho de nunca ter sido expulso." Em 2005, Catanoce subiu o XV de Piracicaba do A-3 para o A-2.
Formado em Educao Fsica e Motricidade Humana pela Unorp de Rio Preto, ele casado com Elenir Saraguza Sperandio e pai de Giovani, de 6 anos. A famlia mora no Jardim Vivendas, em Rio Preto.


Fichas tcnicas


Amrica 1 x 0 Palmeiras


Amrica
Barbiroto; Cardoso, Orlando Fumaa, Roberto Fonseca e Bab; Paulo Cezar Catanoce, Amado e Toninho; Izael (Vagner Palamin), Luis Fernando Gacho e Vilmar. Tcnico: Urubato Calvo Nunes.


Palmeiras
Leo; Diogo, Mrcio, Amarildo e Paulo Roberto; Paulinho, Mendona e Carlos Alberto Borges (Ditinho); Barbosa, Reinaldo Xavier (Hlio) e Edu Manga. Tcnico: Vicente Arenari.

Gol: Paulo Cezar Catanoce aos 24 minutos do segundo tempo.
rbitro: Jos Lus Guidotti.
Renda: Cr$ 56.630.000,00.
Pblico: 5.567 pagantes.
Local: estdio Mrio Alves Mendona, em Rio Preto, sbado, dia 5 de outubro de 1985, pelo segundo turno do Campeonato Paulista.

Amrica 1 x 1 So Paulo


Amrica
Roberto Costa; Nena, Orlando Fumaa, Ademilson e Marcos Vinicius; Paulo Cezar Catanoce, Serrano e Toninho; Izael, Csar (Luis Fernando Gacho) e Emo (Eugnio). Tcnico: Joo Avelino.


So Paulo
Gilmar; Z Teodoro, Wagner, Ronaldo e Nelsinho; Mrcio Arajo. Pianelli e Pita; Manu (Bernardo), Marcelo e Capone. Tcnico: Cilinho.

Gols: Paulo Cezar Catanoce (pnalti) aos 44 minutos do primeiro tempo e Pita (pnalti) aos 13 minutos do segundo tempo.
rbitro: Ulisses Tavares da Silva Filho.
Renda: Cz$ 176,5 mil.
Pblico: 8.611 pagantes.
Local: estdio Mrio Alves Mendona, em Rio Preto, quarta-feira, dia 28 de maio de 1986, pelo segundo turno do Campeonato Paulista.

Portuguesa 0 x 0 Amrica


Portuguesa
Everton; Alves, Estevam Soares, Cludio e Odirley; Joo Batista, Humberto e Pita (Ralph); Toquinho, Caio Cambalhota (Beca) e Djalma Bahia. Tcnico: Z Duarte.


Amrica
Val; Mrcio (Lacerda), Ademilson, Jorge Lima e Daniel; Paulo Cezar Catanoce, Paulinho Ja e Rotta; Marinho, Rubo e Mazzola. Tcnico: Wilson Francisco Alves.

rbitro: Jos Lus Guidotti.
Renda: Cr$ 493,8 mil.
Pblico: 1.230 pagantes e 194 menores.
Local: Canind, em So Paulo, sbado, dia 4 de dezembro de 1982, pela ltima rodada do Paulisto, na estria de Catanoce no time principal do Amrica em jogo oficial

Juventus 1 x 2 Amrica


Juventus
Barbiroto; Chiquinho, Paulo Roberto, Nen e Jairo; Srgio, Rui e Gatozinho; Claudinei, Reinaldo (Betinho) e Claudinho. Tcnico: no obtido.


Amrica
Roberto Costa; Csar, Orlando Fumaa, Roberto Fonseca e Daniel; Paulo Cezar Catanoce, Ademilson e Serrano; Izael, Luis Fernando Gacho (Dito Siqueira) e Emo (Nena). Tcnico: Ben Ramos (interino).

Gols: Orlando Fumaa (contra) aos 29 e Catanoce (pnalti) aos 41 minutos do primeiro tempo. Luis Fernando Gacho aos 9 minutos do segundo tempo.
rbitro: Ulisses Tavares da Silva Filho.
Renda: Cz$ 20.960,00.
Pblico: 1.048 pagantes e 436 menores.
Local: rua Javari, em So Paulo, domingo, 17 de agosto de 1986, pela ltima rodada do Paulisto, na despedida de Catanoce do Amrica.

Corinthians 6 x 0 Sergipe


Corinthians
Carlos; Csar,Lus Pereira (Jatob), Edivaldo e Jacenir; Wilson Mano (Paulo Cezar Catanoce), Biro Biro e Cristvo; Cacau, Casagrande e Eduardo Amorim. Tcnico: Jorge Vieira.


Sergipe
Pompia; Toninho, Amadeu, Missinho e Edson Soares; Rivaldo, Baianinho (Nininho) e Paulinho (Z Raimundo); Evilsio, Beijoca e Carlos Alberto. Tcnico: Fito Neves.

Gols: Casagrande aos 6, Biro Biro aos 16 e Cristvo aos 41 minutos do 1 tempo. Casagrande aos 23 (pnalti) e aos 26, e Cacau aos 44 minutos do 2 tempo.
rbitro: Valquir Pimentel (RJ).
Renda: Cz$ 368.410,00.
Pblico: 16.994 pagantes.
Local: Pacaembu, em So Paulo, domingo, dia 14 de setembro de 1986, pela primeira fase do Campeonato Brasileiro, na estria de Catanoce no Corinthians.


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2022 - Desenvolvido pela Williarts Internet