Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

25/11/2009 - Maior idolo da várzea manda conselho para Alex Leite

Na foto, Tião Galo é o terceiro abaixado, o ano é 1958 e na ocasião ele jogava pelo Operario, time que foi extinto do varzeano barretense



Embora esteja a anos afastado dos campos de futebol como jogador e raramente se descola até um campo para assistir uma partida de futebol, a ex-jogador Tião Galo, que assegura ter feito 59 gols na temporada de 1959, mas lamenta não existir registros da época, sempre acompanha os bastidores do futebol local através do programa "Chegando Junto", apresentado por Mazinho Dias.
"Ouço sempre, gosto da forma como ele conduz os assuntos do futebol, dou muitas risadas com as tiradas dele e só não acompanho quando estou fora da cidade" disse Tião Galo.
Desta forma, um dos maiores jogadores da história do futebol barretense (para muitos o maior) viu seu nome envolvido na questão sobre quem teria feito mais gols em uma única temporada pelo varzeano barretense e sem querer participar da polemica, Tião Galo optou por torcer pelo sucesso da Alex Leite ao invés de contestar o posto de maior artilheiro.
"Eu lamento não ter registros da época, mas não me preocupo com isso e acho que no futebol de hoje o fato do garoto estar próximo de fazer cinquenta gols precisa mesmo ser reconhecido e se eu pudesse dar um conselho a ele diria que ele tem que fazer os gols, não tem que ficar servindo a companheiros não, tem que ser ele que tem que resolver, porque os maiores artilheiros do futebol não ficam servindo a ninguém, tem é que ser servido e resolver", disse Tião Galo.
O conselho veio após o ex-jogador ouvir no programa de Mazinho Dias que no ultimo domingo Alex Leite não chutou nenhuma bola ao gol e ainda fica preocupado em passar a bola para outros finalizarem.


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2022 - Desenvolvido pela Williarts Internet