Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

Warning: getimagesize(controle/arquivos/noticias/e7fa1f0e42e4a0ea22bce0855db16907.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/futebolbarretos/www/ver_noticia.php on line 17

19/01/2009 - Se voce for a São Paulo, não deixe de conhecer o Museu do Futebol

Idealizado a partir de uma conversa entre jornalistas e membros da Prefeitura de São Paulo em meados de 2005, projetado e desenvolvido nos últimos 13 meses, o Museu do Futebol ganhou vida e, na próxima segunda-feira, 29 de setembro, será inaugurado oficialmente com status de novo marco turístico da capital.

Construída em uma área de 6.900 m² no avesso das arquibancadas do estádio do Pacaembu, que ganhou a disputa para abrigar o Museu com a Casa das Retortas (local onde aconteceu o primeiro jogo de futebol na capital, em 14 de abril de 1895), e orçada em R$ 32,5 milhões, a obra contou com apoio irrestrito do Governo do Estado, da Prefeitura e da iniciativa privada.

O esforço conjunto do poder público e de poderosas empresas não visou apenas transformar o espaço, antes esquecido dentro do estádio municipal, em uma referência para os amantes de futebol no mundo todo. Traz intrínseco em seu projeto o sonho de ajudar o estádio a abrigar uma partida da Copa do Mundo de 2014.

"Toda reforma que vier a ser feita será respeitando seu tombamento, como foi feito nos estádios em Berlim e também em Turim. O Pacaembu, se reformado, pode ser muito atraente e até 2014 tem tudo para se tornar extremamente moderno. Trabalhamos na linha de concessão para um grande clube, possivelmente o Corinthians, e isso em conjunto com o Museu do Futebol o deixará apto a sediar algum jogo da Copa do Mundo", apostou Feldman.

Passado e futuro - Em um rápido passeio pelo Museu, aberto à imprensa nesta terça-feira, pôde-se notar uma mistura harmoniosa entre passado e futuro. Bem adaptados aos traços arquitetônicos do Pacaembu, que datam da década de 40, três pavimentos e 17 salas levam o visitante a, literalmente, viajar no tempo.

‘Recepcionados’ por uma imagem de Pelé, que dará as boas vindas em três línguas (português, espanhol e inglês), o visitante percorrerá 150 metros e conhecerá os três pilares do Museu: Emoção, História e Diversão.

Logo no hall de entrada, batizado de ‘Grande Área’, será possível visualizar um enorme painel fotográfico com imagens ampliadas dos mais variados objetos: flâmulas de clubes do mundo todo, mascotes, jogos de botão e bandeiras.

Subindo as escadas para o primeiro andar, encontra-se um pequeno túnel, nomeado de ‘Pé na Bola’, com imagens de crianças brincando em campos de várzea ou areia e com bolas improvisadas, de meia, barbante, plástico. Foi a forma encontrada para ilustrar a presença constante do futebol na vida do brasileiro.

A passagem para o futuro começa a ser bem ilustrada na ‘Sala dos Anjos Barrocos’, com imagens de 25 craques brasileiros, entre eles, Nilton Santos, Garrincha, Romário, Pelé e Ronaldinho Gaúcho, em tamanho natural. Projetadas em telas transparentes suspensas no ar, as imagens dão a ilusão de estar flutuando diante dos olhos dos visitantes.

Duas das salas que prometem mexer com a emoção são a ‘Sala dos Gols’ e a ‘Sala dos Rádios’, nas quais o torcedor poderá interagir diretamente com o Museu, escolhendo imagens dos gols que deseja assistir ou a narração de momentos inesquecíveis que pretende escutar novamente nas vozes de Fiori Gigliotti, Jorge Cury e Osmar Santos, entre outros.

O Museu conta ainda com espaço para a diversão, como a ‘Sala dos Números e Curiosidades’, que informará ao visitante qual a maior goleada registrada no futebol brasileiro, o maior e o menor público, a partida com mais expulsões, entre outros dados estatísticos interessantes.

No ‘Jogo de Corpo’, será possível visualizar, através de um filme 3D, como o corpo de um atleta se comporta durante uma partida de futebol. No mesmo local, o visitante poderá simular cobrança de pênaltis, testar a potência de seu chute e pesquisar os dados de seu time em um hall com 128 equipes que já participaram ao menos uma vez de um Campeonato Brasileiro.

"É diversão e informação para todas as idades e para a família. Dá para passar dias aqui dentro, pois cada momento merece uma reflexão. Não tenho dúvida que esse Museu será o mais visitado do Brasil e um dos mais visitados do mundo inteiro", apostou Leonel Kaz, que assina a curadoria do Museu do Futebol e é responsável por todo o conteúdo do projeto.

Vale destacar que o Museu do Futebol é o primeiro totalmente planejado para os portadores de necessidades especiais. Durante a visita, o público receberá materiais multissensoriais (sensores sonoros, relevos, cores, legendas, maquetes táteis), proporcionando integração total entre visitante e ambiente.

Serviço
Museu do Futebol
Local: Estádio Municipal do Pacaembu (entrada no portão localizado em frente à Praça Charles Muller)
Inauguração: 1º de outubro de 2008
Preço ao público: R$ 6 (estudantes pagam meia entrada)
Funcionamento: terça a domingo, das 10 às 18 horas. (fecha às segundas e nos dias em que houver jogos no estádio)


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2020 - Desenvolvido pela Williarts Internet