Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

16/01/2009 - Brasileirão 1980: Atlético não conseguiu vencer Flamengo e arbitragem juntos

O Campeonato de 1980 teve início em 23 de janeiro e término em 1º de junho. No total foram realizados 307 jogos, com 44 clubes participantes. Foram marcados 826 gols, com média de 2,69 por jogo. A média de público foi de 20.792 pagantes por partida..

Decisão
Com campanhas quase idênticas, Flamengo e Atlético Mineiro chegam à final do Brasileirão de 1980 prometendo uma disputa muito equilibrada. O Galo tinha um verdadeiro esquadrão, com Reinaldo, Palhinha, Cerezo e Éder Aleixo, e era o favorito. Mas o no lado rubro-negro figuravam craques como Zico, Júnior, Nunes, entre outros.

Na primeira partida, em Belo Horizonte, o Atlético venceu por 1 a 0, num jogo muito equilibrado. A vitória daria para os mineiros a vantagem do empate, enquanto o Flamengo precisaria vencer de qualquer maneira para garantir o primeiro título nacional da sua história.

O segundo jogo, realizado na tarde de 1º de junho de 1980, começou muito tenso, com as duas equipes errando muitos passes. Com tanto nervosismo, o primeiro gol não demorou a sair: aos 6 minutos, Zico recebe um passe errado e toca para Nunes, que não perdoa: Flamengo 1 a 0.

A resposta atleticana foi mais rápida do que seus próprios torcedores pudessem imaginar. No primeiro ataque do Galo após a saída de bola, o zagueiro rubro-negro Minguato falha e deixa Reinaldo livre para empatar a partida. Isto apenas um minuto depois do gol flamenguista.

A reação rápida deu moral aos mineiros, que passaram a dominar a partida. Apesar disso, perdiam muitas chances de gol. Como já dizia o ditado, "quem não faz, toma": o Flamengo desempatou já nos 45 minutos da primeira etapa. Zico, dentro da área, chuta no canto esquerdo de João Leite. O rubro-negro terminou o primeiro tempo em vantagem, mas isto não refletia a realidade da partida.

A etapa final começou com o Flamengo partindo pra cima, perdendo grandes chances de ampliar o placar. Mas o Atlético, por sua vez, usava seus rápidos contra-ataques envolvendo Palhinha e Reinaldo. O jogo estava totalmente indefinido, sendo que as duas equipes poderiam chegar ao gol.

Aos poucos, o Galo ia ganhando terreno e dominando a partida. Porém sofreu um duro golpe: o atacante Reinaldo sente a perna em um lance e fica sem condições de jogo. O time mineiro já havia feito as duas alterações permitidas, e o jogador teve que permanecer no campo.

Mesmo contundido, Reinaldo arranca forças para empatar a partida aos 20 minutos. Com o placar de 2 a 2, o Atlético seria o campeão brasileiro. Minutos depois, porém, o herói passou a vilão. Reinaldo reclama com o árbitro José de Assis Aragão por um impedimento incorretamente marcado e é expulso. A discussão gera muito tumulto entre todos os jogadores, mas rapidamente a partida recomeça. Aragão, entretanto, ficou com a atrapalhada atuação nesta partida marcada na sua carreira, passando a ser chamado de "José de Assis Flamengão".

No reinício do jogo, o Flamengo partiu para o tudo ou nada, indo todo para o ataque. A pressão deu resultado: aos 36 minutos, Nunes, com um belo gol, faz o gol do título rubro-negro. A festa começava no Maracanã, já que, com um homem a menos, o Galo já não tinha mais poder de reação. O Flamengo conquistava, assim, o primeiro título nacional de sua história. Campanha do Campeão


34 jogos

22 pontos ganhos

14 vitórias

6 empates

2 derrotas
46 gols pró
20 gols contra


Classificação
1 Flamengo-RJ - 34
2 Atlético-MG - 34
3 Internacional - 27
4 Coritiba - 26
5 Corinthians - 27
6 Grêmio - 26
7 Santos - 25
8 Vasco - 25
9 São Paulo-SP - 24
10 Cruzeiro - 21
11 Fluminense - 20
12 Ponte Preta - 19
13 Palmeiras - 19
14 Botafogo-RJ - 18
15 Desportiva - 18
16 Guarani - 20
17 Santa Cruz - 16
18 Remo - 15
19 Colorado - 14
20 Botafogo-PB - 14
21 Joinville - 14
22 Ceará - 13
23 Atlético-GO - 13
24 América-RJ - 12
25 Vitória-BA - 11
26 Bahia - 10
27 Náutico - 10
28 Ferroviário - 10
29 Sport Recife - 4
30 Americano - 4
31 Bangu - 3
32 América-SP - 2
33 Operário-MS - 8
34 América-RN - 7
35 Itabaiana - 6
36 Vila Nova-GO - 6
37 Gama - 6
38 CRB - 5
39 Mixto - 5
40 Portuguesa - 5
41 São Paulo-RS - 5
42 Nacional - 5
43 Flamengo-PI - 4
44 Maranhão - 4


ATLÉTICO/MG 1 x 0 FLAMENGO
(1º jogo)
data - 28 maio de 1980
estádio - Mineirão
Atlético/MG - João Leite – Orlando (Marcus Vinícius), Osmar, Wilsinho, Jorge Valença – Chicão, Toninho Cerezo, Palhinha – Pedrinho, Reinaldo e Éder. Técnico: Procópio Cardoso.
Flamengo - Raul – Carlos Alberto, Rondinelli (Nélson), Marinho, Júnior – Andrade, Carpegiani, Tita – Reinaldo, Nunes e Carlos Henrique (Anselmo). Técnico: Cláudio Coutinho.
gol - Reinaldo
árbitro - Romualdo Arppi Filho



FLAMENGO 3 x 2 ATLÉTICO/MG
(2º jogo)
data - 1 junho de 1980
estádio - Maracanã
Flamengo - Raul – Toninho, Manguito, Mmarinho, Júnior – Andrade, Carpegiani (Adílio), Zico, Tita – Nunes e Júlio César. Técnico: Cláudio Coutinho.
Atlético/MG - João Leite – Orlando (Silvestre), Osmar, Luisinho (Geraldo), Jorge Valena – Chicão, Toninho Cerezo, Palhinha – Pedrinho, Reinaldo e Éder. Técnico: Procópio Cardoso.
gol - Nunes (2), Zico, Reinaldo (2)
árbitro - José de Assis Aragão


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2019 - Desenvolvido pela Williarts Internet