Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

08/01/2009 - Voce conhece o do Zé do Radio? A gente apresenta ele pra voce

Ele´foi eleito o torcedor mais chato do mundo. Isso mesmo. Em 2006, Ivaldo Firmino dos Santos, o popular Zé do Rádio, passou a ser considerado o assim pelo Guinnes Book. Em 2001, o então técnico da Portuguesa, Zagallo, em um programa de TV o definiu assim.
Zé do Rádio é transplantado há seis anos e tem 64, se diz rubro-negro desde pequeno. Acompanhe um pouco desta história.

1- Futebol na Rede: Por que Zé do Rádio?

Zé do Rádio: A história começou no dia 18 de agosto de 99, jogando na Ilha do Retiro Sport e Portuguesa. E a Portuguesa perdia por 1 a 0 quando perguntei porque que um representante da Portuguesa estava tão vermelho, era o Zagallo. Ele respondeu não com muita educação. No domingo seguinte ele foi num programa de Televisão, e lá ele disse que a torcida mais chata era do Sport. Porque tem um cidadão que liga um rádio deste tamanho que incomoda qualquer treinador quando ele vai dar orientações aos seus treinadores. Já entrei no Guinnes.

2- FNR: O Rádio atrapalha muito os adversários?

Zé do Rádio: Atrapalha o treinador quando ele passa orientações aos jogadores. Ele é de 1945 e por incrível que pareça é duro na queda. Ele é pendurado numa muralha próxima da casa mata do time adversário e fica com o volume alto atrapalhando.

3- FNR: Você nunca discutiu com o técnico adversário? O Senhor torce por algum time aqui no Rio Grande do Sul?

Zé do Rádio: Nunca. Porque ele chega e já me cumprimenta. Ele já me conhece. Já ganhei uma camisa do Grêmio e do Inter. Não uso do Inter porque é vermelho e branco e é das cores do Náutico.

4- FNR: A Polícia já impediu que você entrasse com o Radio no Estádio?

Zé do Rádio: Sim. Em São Paulo, em Jundiaí, falaram que não era para entrar. Deixei o Rádio, fiquei com um documento, e na saída peguei ele de volta. Vou uma gozação. "Ão Ão Ao o Zé do Rádio é cidadão, ele não é ladrão", o pessoal gritava.

5-FNR: O Senhor não pode ir à Ilha do Retiro na final da Copa do Brasil. O que houve?

Zé do Rádio: Fui obrigado a fazer uma bateria de exames. Uma tomografia e deu a minha área cardíaca um pouco desenvolvida. Tive que assistir o jogo num leito de hospital.

6- FNR: Como foi a festa em Recife com o título? O Senhor sofreu muito longe do estádio?

Zé do Rádio: Recife comemora duas festas. A primeira a festa junina. A segunda foi um carnaval fora de época. Nós temos futebol para comemorar porque o Sport está onde está. Não sofri muito. Fui muito medicado, e tive o uso de vários medicamentos.

7- FNR: O Senhor entendia que era possível conquistar o Título e reverter o quadro?

Zé do Rádio: Eu acreditava. Estava na internet que em São Paulo dava 57% que o Sport seria campeão. Aqui em Recife deva 87%. Acreditava sim.

8- FNR: Por incrível que pareça, foi o Primeiro time do Nordeste a ser campeão da Copa do Brasil.

Zé do Rádio: Só se escutava buzina. Muita festa foi feita. O Corinthians é Segunda Divisão, o Sport é Primeira. O filho não pode dar no pai. Tem que respeitar o Sport, porque é Primeira Divisão. Para Pernambuco o torcedor consciente do Santa Cruz e do Náutico, também torceram para o Sport.

9- FNR: Obrigado pela entrevista e melhoras.

Zé do Rádio: Creio que em alguns dias saiu do Hospital. Estou à disposição a qualquer hora, a qualquer dia e em qualquer momento. O telefone da residência está à disposição. "Esse ano o nosso time vai ser mesmo campeão, ninguém segura o Sport". (Encerrou Zé do Rádio, cantando o Hino do clube.


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2020 - Desenvolvido pela Williarts Internet