Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

05/06/2013 - FIFA não agredita - no Itaquerão

Atualizada Quarta, 11h30 – Da Suíça, veio para autoridades do governo federal e para o comitê local da FIFA um recado velado de Jérôme Valcke, o secretário-geral da entidade: Há chances de o Garrinchão de Brasília abrir a Copa de 2014. Ninguém na Fifa acredita que o Itaquerão, de São Paulo, ficará pronto até Junho do ano que vem dentro dos padrões da organização.

Enquanto isso, o governo do DF acelera a mudança de legislação para o estádio, a fim de valorizá-lo. Sairá pela Terracap, a estatal administradora da Arena Mané Garrincha, nova tabela que cobrará até R$ 1 milhão por eventos esportivos ou shows no estádio.

Além da Copa das Confederações e sede de sete jogos da Copa do Mundo, estão previstos para a arena até ano que vem shows de Beyoncé (Setembro deste ano), e há negociações com empresários de Justin Bieber e Aerosmith.

O imbróglio da arrecadação recorde do Flamengo x Santos valorizou o passe da moderna arena. O Governo do DF descobriu que um decreto ultrapassado (29.597), assinado pelo ex-governador José Arruda em Outubro de 2008, limitou em apenas R$ 4 mil o aluguel para o jogo do Brasileirão, que rendeu bilheteria recorde de R$ 7 milhões, a maior da história do campeonato.

Pelo decreto atual, a empresa contratada pela CBF que arrecadou a bilheteria ainda deu cheque de R$ 20 mil de caução por seguro do estádio, resgatado.

Embora não tenha citado valores, a assessoria do GDF informou que a nova tabela sairá por decreto ou projeto de lei, mas valerá só para depois da Copa das Confederações.


Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2017 - Desenvolvido pela Williarts Internet