Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

12/01/2013 - Apitei:: o dia que até o irmão chingou o árbitro - Dacildo Mourão

Foi uma confusão. O presidente do Fortaleza, Francisco de Souza Filho, também invadiu o campo. Queria bater no auxiliar. Até correu atrás dele - que se defendeu de um pontapé usando a própria bandeira.

Mas o jogo seguiu. O Fortaleza, de pênalti, empatou a partida, e o Ceará depois fez mais um. O 2 a 1 a favor do Vozão era o troco para a vitória de mesmo placar do Tricolor na primeira partida. Com isso, o jogo foi à prorrogação. No tempo extra, o Fortaleza voltou a ficar perto do título, com outro gol de pênalti, mas o Ceará empatou a partida com um gol salvador de Sérgio Alves. A disputa foi aos pênaltis, e o Vozão se sagrou campeão do turno - depois, conquistou o Estadual. O jogo marcou a história do futebol cearense e a memória do árbitro da partida.



Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2017 - Desenvolvido pela Williarts Internet