Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

09/05/2012 - Viradas são dificeis, mas não impossiveis no futebol

A final entre Fluminense e Botafogo ficou desigual por dois motivos fundamentais: a expulsão de Lucas e a atuação de Deco. E com 4 x 1, a decisão fica praticamente igual à última decisão entre Flu e Bota, em 1975. Naquele ano, o Fluminense fez 4 x 1 no Vasco e o Botafogo perdeu por 2 x 0 para o Vasco. Para ser campeão no terceiro e último jogo do triangular, o Fogão tinha de fazer 3 x 0 no Flu.

Sem necessidade de pênaltis.
O Botafogo venceu por 1 x 0, gol de Ademir Vicente, e terminou vice-campeão.

A lembrança serve para mostrar como é difícil a missão do Botafogo, assim como a do Guarani contra o Santos.
O comentarista esportivo é o único profissional que recebe a missão de assinar o atestado de óbito antes do cérebro ou do coração pararem de funcionar. Se não assina, parece estar em cima do muro.

Digamos, então, que o padre já deu a extrema-unção ao Guarani e que está na sala observando o paciente, no caso o Botafogo.



Veja o comentário de PVC no Bate-Bola!
Melhor do que dizer que a virada é impossível é olhar a história e apontar o fato: nunca houve nas finais do Rio e de São Paulo uma virada, em finais, como a necessária no próximo domingo.

Em São Paulo, a era dos pontos corridos terminou em 1968, por causa do título do Santos disparado. Não adiantou. Em 1969, com quadrangular decisivo, o Santos foi tri empatando com o São Paulo por 0 x 0 na partida do título.

Desde então, em 43 anos de fórmulas distintas, só três viradas foram registradas em decisões: em 1993, o Palmeiras levou 1 x 0 do Corinthians e virou com 3 x 0 (mais 1 x 0 na prorrogação em que jogava pelo empate); em 1998, o São Paulo sofreu 2 x 1 do Corinthians e aplicou 3 x 1 para ser campeão; em 2007, o Santos levou 2 x 0 do São Caetano e fez 2 x 0 na segunda partida. Foi campeão pelo saldo de gols.

No Rio, as viradas também não são frequentes nestes quarenta anos.
Em 1997, o Botafogo levou 1 x 0 do Vasco e virou com gol de Dimba; Em 2001, o Vasco fez 2 x 1 no Flamengo e levou 3 x 1, gol de Petkovic aos 43 do segundo tempo; Em 2005, o Fluminense levou 4 x 3 do Volta Redonda e virou para 3 x 1 com gol de Antônio Carlos, no último minuto.

Impossíveis as viradas não são.
Inéditas, sim.
E o ineditismo dá noção de que Fluminense e Santos serão campeões no domingo.


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2020 - Desenvolvido pela Williarts Internet