Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

04/04/2012 - Veja como esta o futebol de Rio Preto depois dos rebaixamentos

Rio Preto


Depois de quase três horas de reunião, na noite de ontem, a diretoria do Rio Preto decidiu que, mesmo que seja convidado a disputar a Copa Paulista - uma vez que não obteve índice em razão do rebaixamento à Série A-3 -, irá paralisar o futebol profissional até o final do ano.

"Não é viável. Existe a possibilidade de disputar o sub-20, já que temos um parceiro da base (Ademir Piacente) que a custearia", informou o vice-presidente Nélio Roncato Filho. "Vamos emprestar nossos jogadores, acompanhá-los e, em novembro, vamos avaliar quem tem potencial para ficar para o A-3 de 2013", emendou o diretor Pedro Nimer.

Ao todo, 11 pessoas participaram do encontro na sede esmeraldina, que teve a presença de representantes da torcida Fanáticos. Como grande falha, os cartolas colocaram a formação da equipe, responsabilizando o técnico André Oliveira e sua comissão técnica. "Apostamos em jogadores debilitados para o futebol, tentamos recuperar outros que não dava.

E faltaram opções para o ataque. O Jô é limitado, o Lila tem um histórico grande de lesões e os outros nem se fala", disse o diretor Cleber Arado. "Temos de observar melhor e não deixar que treinador contrate todo elenco. Temos de impor nossos atletas, senão o técnico vai e fica esse monte de viúvas, como foi o caso do André", emendou Arado.

A volta de Play Freitas para o A-3, não é a prioridade do clube. "Provavelmente ele não volta, não é técnico da divisão. Foi o que aconteceu com o André, um cara de bom coração, sempre chorava porque é uma pessoa que gosta do Rio Preto, a gente confiava, mas o trocamos tarde demais", emendou Roncato.





América

Em seu terceiro e último mandato, Alcides Zanirato vivenciará o seu maior desafio na presidência do América. Depois de assumir o clube, em 2005, na Série A-1, ele amargou dois rebaixamentos, despencou do Paulistão (caiu em 2007) à Série A-3 e terá mais dois anos para se redimir. O atual mandato vai até setembro de 2014 e, conforme cláusula no estatuto do clube, não há possibilidades de reeleição.

"É um episódio lamentável. Graças a Deus, eu tive felicidade em todos os empreendimentos. Infelizmente, no América, passei por duas experiências dolorosas. Inclusive vai ser um desafio reverter isso", analisou Zanirato. "Vim de uma família muito simples e humilde e não conheço a palavra desistir, sempre busquei êxito por onde passei.

No América, infelizmente, assumimos um rombo sem querer. A cota da federação (receita superior a R$ 1,6 milhão paga aos clubes que disputam a elite) já estava antecipada, então, ficamos só tampando buraco." A tarefa de recolocar o clube na rota estadual não será tão simples.

O América precisará ter o máximo de acertos, colecionando dois acessos seguidos nos dois próximos anos. Algo que vai de encontro com a necessidade de um investidor. Ao fechar uma parceria para montar um time competitivo e recolocar o Rubro no Paulista, o atual parceiro, Dimas Macedo, garante ter gastado quase R$ 2 milhões, vislumbrando um retorno com o acesso ao Paulistão.

"Não queremos dinheiro com renda, que isso fique para o clube. Esperamos por um retorno no Paulistão, mas isso só poderá ocorrer em 2015", disse Macedo. Diante da necessidade de dar a volta por cima e com o clube endividado, a diretoria faz lobby para Macedo continuar. O objetivo é herdar uma vaga na Copa Paulista, que acontecerá a partir de junho, visando deixar uma base para o A-3.

"A palavra final será do nosso parceiro, mas queremos que ele continue e, se isso não acontecer, precisaremos tomar outra posição. Mas hoje eu trabalho com a possibilidade da parceria continuar, estamos revendo os erros e acertos", disse Zanirato. "O parceiro sempre foi muito honesto, eu admiro pelo que fez no América, enquanto pessoas da cidade poderiam ajudar e não ajudaram. Essas pessoas que jogam pedra, nunca colocaram um tijolinho no Teixeirão", acrescentou o cartola.

Desanimado, o investidor ainda não garantiu sua permanência. "Foi um insucesso muito grande. Tive amor, paixão pelo América, me senti traído e não é fácil e tão rápido assim para trocar de namorada", disse Macedo. Hoje, o clube começa a rescindir contratos dos jogadores rebaixados. "Alguns têm contrato com o América, vamos reavaliar e gostaríamos que alguns ficassem para a Copa e pensando na A-3", falou Zanirato.

Pelo menos oito jogadores, com contratos longos, deverão continuar. O goleiro Henrique, o zagueiro Alex, o lateral esquerdo Thiaguinho, os volantes Joziel, Dimas, Tiago Melo e os atacantes Aguinaldo e Robson estão nesta situação.





Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2018 - Desenvolvido pela Williarts Internet