Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

Warning: getimagesize(controle/arquivos/noticias/fa6022368163866312bfc27e24fb4838.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/futebolbarretos/www/ver_noticia.php on line 17

28/09/2011 - Veja quem ja disse "Não" para a Seleção Brasileira

Arilson (foto)– por envolver também um gremista, a memória dos torcedores foi logo em Arilson. Durante o Pré-Olímpico de 1995, o meia deixou o grupo comandado por Zagallo por não estar sendo utilizado pelo treinador.

Copa América – Em 2007, a festa de pedidos de dispensa foi grande. Zé Roberto, Kaká e Ronaldinho Gaúcho não quiseram disputar a competição. Os jogadores precisavam de férias. Desses, apenas o primeiro não voltou a atuar pela equipe canarinho de Dunga.

Leonardo: Também se rebelou contra a Seleção Brasileira comandada por Wanderley Luxamburgo quando este deu a braçadeira de capitão para Cafu.

Mauro Silva: Em 2001, alegando falta de segurança na Colombia o jogador não foi defender a Seleção Brasileira na Copa América.

Marcelo (Real Madri): De forma mais discreta e alegando contusão o lateral mandou ao técnico Mano Menezes um ema-il, relatando o problema. Mano Menezes não gostou nem um pouco da história.

Serginho – outro caso emblemático envolveu o lateral-esquerdo Serginho. Na época no Milan, o jogador cansou de ser reserva de Roberto Carlos e pediu dispensa da seleção brasileira por fax. Na ocasião, o atleta ainda afirmou que não gostaria mais de ser convocado.

Taffarel - O goleiro, "ídolo" de Galvão Bueno, também teve de dizer não para a seleção canarinho. No fim da década de 90, o arqueiro recusou uma convocação e disse que não queria mais defender o país devido a sua idade.

Leandro – Outro lateral que deixou a seleção foi Leandro. No entanto, o caso do atleta foi "solidariedade". Após Renato Gaúcho ser cortado da Copa de 1986 por fugir da concentração, Leandro se sensibilizou e também deixou a seleção, pois estava com o atacante na noite da fuga.

Amauri - Interessado em defender a seleção italiana, o atacante disse não para Dunga em um amistoso justamente contra a Itália.

Ler matériaMuricy Ramalho – recentemente quem falou não para a seleção brasileira foi Muricy Ramalho. Após o fiasco na Copa do Mundo de 2010, Ricardo Teixeira, presidente da CBF, foi atrás do então tricampeão nacional. No entanto, sem a liberação do Fluminense, o técnico recusou o convite.


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2020 - Desenvolvido pela Williarts Internet