Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

05/09/2011 - Empatando fora,Tricolor começa bem a 3ª fase da Segundona Paulista

O Clube Atlético Guaçuano recebeu na manhã deste domingo, o Barretos Esporte Clube, no Estádio Camachão, em Mogi Guaçu, pela primeira rodada da 3ª fase da Segunda Divisão. Após uma partida muito disputada, com altos e baixos das duas agremiações, acabou terminando empatada em 1 a 1, graças as boas defesas dos goleiros e várias chances de gols desperdiçadas pelos ataques das duas agremiações.
O jogo
A partida começou com 10 minutos de atraso devido a troca de roupa do goleiro do Guaçuano. Logo no início, o BEC assustou o time da casa já no primeiro minuto, com um chute na trave direita, em lance do atacante Sandro Goiano. Em seguida o Guaçu foi ao ataque e despediçou a jogada, com o atleta saindo com bola para a linha de fundo.
O BEC volta ao ataque, e o lateral direito Leo cobra falta que parou nas mãos do goleiro Vitor. Pouco depois. o Guaçuano chuta fraco com Claudinei e o Barretos tenta em jogada de Sandro Goiano que não encontrou Eric na posição correta.
Aos poucos o Guaçuano cresce na partida, e tenta em cobrança de falta, em chute do centroavante Tilapa e logo após, o atacante rola para direita, encontrando aos 14 minutos do primeiro tempo o jogador Guilherme que livre bateu no canto direito do goleiro Remerson, fazendo um belo gol.
O BEC toma as iniciativas da partida após sofrer o gol e tenta no chute de Vina, e tenta com Vinicius no escanteio, com Sandro Goiano aproveitando cruzamento e chutando rasteiro. Aos 27, finalmente a insistência do BEC foi premiada, em falta cobrada por Da Silva, o volante Vina resvalou e colocou a bola para o fundo das redes do Guaçuano, empatando o jogo.
A partir dai, o Guaçuano tentou com Tilapa e Allan, que obrigaram o goleiro Remerson a fazer boas defesas e enquanto Eric perdeu grande chance chutando para fora.
Para o segundo tempo, o treinador Valter Ferreira volta com Ricardo no lugar de Xandão, já que o atleta barretense estava com cartão amarelo e volta no ataque mais uma vez. O time barretense dominava a partida, até que o meia Fagner, em jogada com o jogador Paulo Isidoro, a arbitragem entendeu que o barretense foi violento e o expulsou, deixando o BEC com 10 jogadores. A partir daí, o time do Guaçuano cresceu e começou a dominar a partida, com o Touro do Vale saindo apenas nos contra-ataques. A melhor chance de gol, foi desperdiçada por SIlas, nos minutos finais, com grande defesa do goleiro Remerson com os pés.
Com este resultado, a classificação do no Grupo 14 ficou da seguinte forma, devido a vitória do Fernandopólis sobre o Desportivo Brasil de Porto Feliz.. Em primeiro lugar o Fernandopólis com 3 pontos, seguido do Barretos e Guaçuano com 1 ponto e Desportivo Brasil com 0 na última posição.
Ficha Técnica
Clube Atlético Guaçuano - Vitor, Danilo, Dedé, Sullivan e Gustavo, Paulo Isidoro, Claudinei (Andrey), Guilherme e Alan (Esquerdinha), Thiago Chulapa e Tiaguinho (Silas). Técnico - João Batista.
Barretos E.C. - Remerson, Léo, Vinicius, Xandão (Ricardo) e Da Silva, Volpe, Peterson, Vina e Fagner, Eric (João Felipe) e Sandro Goiano (Conrado). Técnico - Valter Ferreira.
Arbitragem - árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza; os assistentes Herman Brunel Vini e Márcio D`Avila Tragante e o quarto árbitro Luciano Monteiro dos Santos.
Cartões - Guaçuano - Amarelo - Gustavo, Tiaguinho e Paulo Isidoro e Barretos - Amarelo Remerson, Léo, Vinicius, Xandão, Volpe, Fagner e Vermelho - Fagner.
O Clube Atlético Guaçuano recebeu na manhã deste domingo, o Barretos Esporte Clube, no Estádio Camachão, em Mogi Guaçu, pela primeira rodada da 3ª fase da Segunda Divisão. Após uma partida muito disputada, com altos e baixos das duas agremiações, acabou terminando empatada em 1 a 1, graças as boas defesas dos goleiros e várias chances de gols desperdiçadas pelos ataques das duas agremiações.
O jogo
A partida começou com 10 minutos de atraso devido a troca de roupa do goleiro do Guaçuano. Logo no início, o BEC assustou o time da casa já no primeiro minuto, com um chute na trave direita, em lance do atacante Sandro Goiano. Em seguida o Guaçu foi ao ataque e despediçou a jogada, com o atleta saindo com bola para a linha de fundo.
O BEC volta ao ataque, e o lateral direito Leo cobra falta que parou nas mãos do goleiro Vitor. Pouco depois. o Guaçuano chuta fraco com Claudinei e o Barretos tenta em jogada de Sandro Goiano que não encontrou Eric na posição correta.
Aos poucos o Guaçuano cresce na partida, e tenta em cobrança de falta, em chute do centroavante Tilapa e logo após, o atacante rola para direita, encontrando aos 14 minutos do primeiro tempo o jogador Guilherme que livre bateu no canto direito do goleiro Remerson, fazendo um belo gol.
O BEC toma as iniciativas da partida após sofrer o gol e tenta no chute de Vina, e tenta com Vinicius no escanteio, com Sandro Goiano aproveitando cruzamento e chutando rasteiro. Aos 27, finalmente a insistência do BEC foi premiada, em falta cobrada por Da Silva, o volante Vina resvalou e colocou a bola para o fundo das redes do Guaçuano, empatando o jogo.
A partir dai, o Guaçuano tentou com Tilapa e Allan, que obrigaram o goleiro Remerson a fazer boas defesas e enquanto Eric perdeu grande chance chutando para fora.
Para o segundo tempo, o treinador Valter Ferreira volta com Ricardo no lugar de Xandão, já que o atleta barretense estava com cartão amarelo e volta no ataque mais uma vez. O time barretense dominava a partida, até que o meia Fagner, em jogada com o jogador Paulo Isidoro, a arbitragem entendeu que o barretense foi violento e o expulsou, deixando o BEC com 10 jogadores. A partir daí, o time do Guaçuano cresceu e começou a dominar a partida, com o Touro do Vale saindo apenas nos contra-ataques. A melhor chance de gol, foi desperdiçada por SIlas, nos minutos finais, com grande defesa do goleiro Remerson com os pés.
Com este resultado, a classificação do no Grupo 14 ficou da seguinte forma, devido a vitória do Fernandopólis sobre o Desportivo Brasil de Porto Feliz.. Em primeiro lugar o Fernandopólis com 3 pontos, seguido do Barretos e Guaçuano com 1 ponto e Desportivo Brasil com 0 na última posição.
Ficha Técnica
Clube Atlético Guaçuano - Vitor, Danilo, Dedé, Sullivan e Gustavo, Paulo Isidoro, Claudinei (Andrey), Guilherme e Alan (Esquerdinha), Thiago Chulapa e Tiaguinho (Silas). Técnico - João Batista.
Barretos E.C. - Remerson, Léo, Vinicius, Xandão (Ricardo) e Da Silva, Volpe, Peterson, Vina e Fagner, Eric (João Felipe) e Sandro Goiano (Conrado). Técnico - Valter Ferreira.
Arbitragem - árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza; os assistentes Herman Brunel Vini e Márcio D`Avila Tragante e o quarto árbitro Luciano Monteiro dos Santos.
Cartões - Guaçuano - Amarelo - Gustavo, Tiaguinho e Paulo Isidoro e Barretos - Amarelo Remerson, Léo, Vinicius, Xandão, Volpe, Fagner e Vermelho - Fagner.



Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2019 - Desenvolvido pela Williarts Internet