Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

09/09/2010 - Barretos aclamou o atletas que foram destaques nos Jogos Olimpicos

Barretos aclamou o atleta barretense Caio César Fernandes dos Santos, que conquistou duas medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, disputados recentemente em Cingapura e as jogadoras de basquetebol Érika Regina Leite (ala armadora) e Joyce Coelho (ala), que fizeram parte da seleção brasileira obtendo a sexta colocação.
Os três foram ovacionados pela população, durante a passagem de uma carreta, que percorreu a Avenida 43, Centro, Via Necker Camargos, Via Frade Monte e Conselheiro Antônio Prado, até chegar ao ponto final, o Poliesportivo Municipal "João Batista da Rocha – Rochão", onde Caio fez sua iniciação como atleta.
Antes da carreata, Caio Joyce e Érika foram homenageados no Gabinete do Prefeito, no Paço Municipal "Simão Antônio Marques – Librina", onde foram recepcionados pelo vice prefeito Mussa Calil Neto e o secretário municipal de Educação, Esportes e Lazer, Emílio Carlos dos Santos, "KK Santos".
A homenagem reuniu Carlos Alberto Bento, técnico de atletismo, que descobriu Caio para a modalidade; a mãe do atleta, Eleni Nascimento; seu padrasto, "Sabará"; Tarcísio Scannavino, chefe de Gabinete, então secretário municipal de Esportes, na época que o atleta iniciou para o atletismo e José Sebastião Domingos, que representou o Clube Os Independentes.
"Caio, sua conquista não é só a medalha, o ouro, mas o seu exemplo para a nossa juventude. Você é nosso ídolo. O esporte é bom para a alma, para o corpo e para a família. Em tempo de eleição, Barretos elegeu o atleta Caio César, o campeão de votos do esporte", disse Mussa Calil, que também enalteceu o feito de Érika e Joyce e o trabalho que a APAB realiza em Barretos.

KK Santos enfatizou a importância da família na formação da criança e o jovem e observou que Caio tem este respaldo. "Não só pelo que já fez e irá fazer, você tem uma grande responsabilidade, pois é um espelho para aqueles que estão começando agora", disse. Tarcísio Scannavino, historiou a vida esportiva de Caio, lembrando passo a passo a sua carreira e a importância da família ter confiado no seu potencial.
Sua mãe Eleni agradeceu o esforço de todos que contribuíram para que Caio chegasse aonde está. "De fato eu resisti em relação a sua ida para São Paulo. Mesmo quando foi, sempre estivemos próximos. Estamos felizes por tudo", frisou. "Agradeço a minha família, ao técnico Carlinhos Bento, a Secretaria de Esportes e a todos que me apoiaram. Não foi fácil chegar a este momento. Nunca desisti", ressaltou o Atleta, que remeteu-se aos 10 anos, lembrando-se com emoção. Joyce e Érica agradeceu as homenagens e afirmaram que o sexto lugar em Cingapura foi uma grande experiência.
CARREIRA – Caio César foi um dos principais destaques do Brasil em Cingapura, mas para chegar lá teve que se superar. O atleta deu os seus primeiros passos na Escolinha de Atletismo da Prefeitura de Barretos, na pista de atletismo do Conjunto Poliesportivo Municipal "João Batista da Rocha – Rochão", em 2004.
"No início, como todos de sua idade (10 anos), levava tudo na brincadeira. Porém, aos poucos foi tomando gosto pelo atletismo. Com nossa insistência, mostramos ao Caio que tinha um potencial enorme e diferenciado", afirma Carlos Bento. "Nas disputas de campeonatos, como o Circuito Regional Atletismo e Circuito Menores da Federação Paulista, se destacou nas provas que participava, como 75 metros rasos, 250 metros rasos, revezamento 4 x 75, 4 x 250 e o salto em distância", conta o professor.
O desempenho fez valer-lhe a conquista de mais 60 medalhas nos quatro anos que esteve na Escolinha da Prefeitura de Barretos. Porém, segundo Carlos Bento, por muitas vezes ouve a necessidade de "alguns puxões de orelha" para que Caio não perdesse a continuidade dos treinamentos. "Foi preciso busca-lo em casa várias vezes", revela.



CAPITAL – Pelo seu nível técnico e performance nas pistas, Caio César, ex-aluno da Escola Antônio Olímpio, foi selecionado, junto com Vanilso Rocha e Ana Paula (também da Escolinha de Atletismo da Prefeitura de Barretos), em novembro de 2007, para participar de testes no Projeto Futuro, de âmbito do Governo do Estado, sendo aprovado com os companheiros, passando a fazer parte, em 2008, do Centro de Excelência Esportiva da SELT (Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo), um dos mais renomados no mundo para provas de saltos horizontais.
Caio passou a ser contemplado com a Bolsa Talento Esportivo na Categoria Estudantil e a treinar sob tutela do casal Nélio e Tânia Moura, que também treinou a campeã olímpica do salto em distância, Maurren Maggi. Em 2009, já havia sido finalista do salto em distância no Mundial Menor. Já Vanilso e Ana Paula, que permaneceram um período na capital paulista, hoje estão no Centro de Excelência de Uberlândia.
"Todavia, ouve certa resistência de sua família para que o atleta deixasse a Cidade. "Eu o Tarcísio Scannavino, então secretário municipal de Esportes, tivemos que conversar muito com sua mãe Elenice, que resistia muito. Por fim, ela nos entendeu e Sabará, padrasto de Caio, nos ajudou muito nesta tarefa", ressalta Bento, acrescentando: "sabemos de tudo que fizemos pelo Caio aqui em Barretos. Hoje nos sentimos um pouco campeões olímpicos".
EM CINGAPURA – No salto em distância, Caio conquistou a medalha de ouro com a marca de 7.69 metros. No revezamento medley, o brasileiro a levou por equipes continental. A prova foi disputada por equipes de quatro corredores. Cada um deles percorreu uma distância diferente (100 m, 200 m, 300 m e 400 m). Caio competiu ao lado do jamaicano Odane Skeen, do americano Najee Glass e do dominicano Luguelin Santos, abrindo a disputa com os 100 metros rasos.



Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2020 - Desenvolvido pela Williarts Internet