Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

31/12/2009 - São Silvestre: De novo, Brasil fica fora do pódio no masculino. Quenianos vencem

A decepção do ano passado se repetiu: pelo segundo ano consecutivo, o Brasil sequer chegou ao pódio da corrida de São Silvestre. Com grande facilidade, os corredores quenianos cumpriram o prometido e dominaram a 85ª edição da disputa, faturando as três primeiras colocações.
Campeão em 2008, Kipsang se desgarrou dos demais competidores pouco após da Avenida Rio Branco e venceu com 44min40s, três segundos melhor que no ano passado. Ele é o primeiro atleta a conquistar dois títulos consecutivos desde o pentacampeão Paul Tergat, que venceu três vezes na sequência em 1998, 1999 e 2000.

A segunda colocação ficou com o atual campeão da maratona de São Paulo, Elias Chelimo, que foi seguido por Robert Cheruyot, tricampeão da São Silvestre. Em quarto e quinto, dois colombianos: Diego Colorado e William Naranjo. O melhor brasileiro foi Clodoaldo Gomes da Silva - em 2008, Raimundo Nonato havia sido o melhor atleta verde-amarelo, em sétimo.

Entre as mulheres, a vitória também ficou com o Quênia, através de Pasalia Chepkorir, que dominou a disputa com assombrante facilidade marcando 52min30s. Tímida e muito séria, ela deixou para trás nada menos que seis ex-campeãs da São Silvestre, inclusive gente do porte da bicampeã olímpica Derartu Tulu, que também decepcionou e não chegou no pódio.

Com o primeiro triunfo de Chepkorir, o Quênia iguala Portugal como país mais vencedor na prova feminina da São Silvestre, com sete títulos cada. As europeias, porém, devem a marca a Rosa Mota, até hoje a grande campeã da corrida, com seis títulos entre 1981 e 1986.

Chepkorir chegou ao Brasil há pouco mais de um mês e neste período também faturou a Volta da Pampulha. A segunda posição da prova feminina ficou com a sérvia Olivera Jevtic. Em terceiro, apareceu a brasileira Marily dos Santos, seguida pela compatriota Maria Zeferina Baldaia.

A corrida - A largada da prova de elite feminina da São Silvestre foi dada pontualmente às 16h20. Devido ao forte calor, de 32ºC, as principais favoritas ao título começaram a disputa com calma e seguiram juntas em um único pelotão até o final da descida da Consolação, no segundo quilômetro.
Entrando no centro de São Paulo, a alagoana Marily dos Santos passou a impor um ritmo mais forte, ao mesmo tempo em que era dada a largada do pelotão de elite masculino na Avenida Paulista. Metros atrás, mais de 20 mil atletas amadores também iniciavam o desafio de correr 15 quilômetros no último dia do ano.

Porém, na entrada da avenida Pacaembu, a liderança já pertencia à África, com a queniana Pasalia Chepkorir e a etíope Hayato Hasso. Entre os homens, Edmilson Santana, Marcos Elias e Cristiano Machado executavam a função de "coelho" com grande velocidade nos dois primeiros quilômetros. Um dos favoritos à vitória, o tanzaniano Martin Sulle tentava acompanhá-los.

Aos poucos, Sulle começou a se distanciar e entrou absolutamente solitário no Elevado Costa Silva ocupando a primeira colocação cerca de 20 metros à frente dos rivais. No começo da avenida Rio Branco, com 9,5 quilômetro, Chepkorir também estava sozinha rumo ao título.

Sulle, entretanto, não conseguiu manter o ritmo e na Rio Branco foi alcançado por um pelotão de quenianos pouco antes do oitavo quilômetro. Nesta fase da corrida, os brasileiros já nem apareciam mais entre os cinco primeiros colocados, posições que dão um lugar no pódio.

Fazendo careta, o colombiano Diego Colorado foi o único a conseguir acompanhar os africanos e acabou sendo premiado com um pódio, na quarta posição. Entretanto, ele não foi capaz de superar James Kipsang, que a despeito de falar durante a semana que estava mal para a São Silvestre, faturou a taça percorrendo a Brigadeiro com facilidade.

A facilidade com que o queniano encarou a temida subida foi a mesma de Chepkorir momentos antes. Correndo no sol paulistano, ambos foi bastante aplaudidos ao entrarem na avenida Paulista e cruzarem a linha de chegada.


Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2018 - Desenvolvido pela Williarts Internet