Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

28/08/2009 - Por onde anda estes jogadores? Na foto Jacozinho

ADEVALDO: lateral do Botafogo, São Paulo, Santa Cruz, Bahia, CRB e outros quatro clubes, encerrou a carreira em 1976 e hoje trabalha como comerciante. Pai de uma filha e avô de uma neta, Adevaldo mora na bela cidade de Olinda (PE), na Rua Itapoá, Cidade Tabajara.

ADRIANO: o bom meia teve passagens pelo futebol suíço, pelo Botafogo (RJ), América de Rio Preto (SP), brilhou no Náutico em 1999, Sport Recife, em 99 e 2000 e esteve jogando no Red Urawa, do Japão, antes de retornar ao Tricolor do Morumbi, em 2002. Em 2005, ele jogou pela Portuguesa Santista no Campeonato Paulista, tendo ainda atuado pelo Juventude, pelo Atlético Mineiro, pelo Bahia, pelo CRB, entre outras equipes.
Atualmente é presidente do Oeste Paulista, unica equipe profissional de Presidente Pudente.

ALBERÍ: Preferiu a consagração defendendo Santa Cruz-PE, onde começou em 1968, ABC-RN (onde mais jogou entre 1969 e 1974 e 1982 e 1983), Rio Negro-AM, Sergipe, CRB, América-RN, Alecrim-RN, Baraúnas-RN, Campinense e Icasa-CE. Parou no ABC em 1983, e escolheu Natal para fixar moradia. Casado, pai de nove filhos e avô de 11 netos, trabalha na secretaria de Esportes da capital potiguar dando aulas de futebol para crianças.

ALDEMAR: Ex-zagueiro do Vasco da Gama, do Palmeiras e do Santa Cruz, nasceu no Rio de Janeiro em 1935 e morreu atropelado em Recife no ano de 77.

ALFREDO ex-meia-direita ou meia-esquerda que marcou época no início dos anos 70 no Guarani de Campinas -diziam que ele seria o sucessor de Ademir da Guia no futebol-, vindo do Botafogo de Ribeirão Preto, e atuando depois no Santa Cruz e no Ferroviário (CE), é hoje funcionário da "Portal", conhecida agência de publicidade, de Campinas (SP). Lá, Alfredo casou-se com a miss Campinas de 1974 e mora no bairro do Jardim Campos Elíseos.

AMILTON ROCHA: ponta-direita do Fortaleza, Sport, Santa Cruz, Guarani, Palmeiras e outras equipes nos anos 70 e 80, hoje mora em Fortaleza (CE), sua cidade natal, onde trabalha como técnico de futebol. Ele começou a dirigir a equipe juniores do Fortaleza em 2005.

ADEMIR LOBO: O ex-meia do Botafogo, Náutico e do Sport Recife, nos anos 80, mora no bairro de Novo Horizonte, em São José dos Campos (SP), onde trabalha como técnico da equipe de garotos do Grupo Serra.

BAIANO: Apesar do apelido, Baiano é capixaba. Meia atacante oportunista e ótimo cabeceador, jogou pelos três grandes times de Pernambuco, e é o maior artilheiro do Campeonato Pernambucano neste século. Apareceu para o Brasil no Santa Cruz, em 81, quando foi artilheiro do Campeonato Pernambucano, com 38 gols. Em seguida, transferiu-se para o Fluminense, onde teve uma passagem discreta. Mora em Vitória do Espírito Santo.

BETINHO: Ponteiro arisco, de futebol objetivo, veio do Botafogo do Rio para o Santa Cruz. Jogou também no Náutico e no Sport. Reside no Recife onde trabalha como empresário.

BEIJOCA: O guerreiro atacante, brilhou no Bahia e também no Sport. Atualmente, o ex-atacante trabalha nas divisões de base do Esporte Clube Bahia.

BITA: ex-centroavante do Náutico de Recife, Santa Cruz-PE e do Nacional (URU), faleceu em 27 de outubro de 1992, em Recife - onde nasceu em 11 de agosto de 1942.

BIZU: Ex-centroavante do Palmeiras, Náutico e Sport Rdcife, nos anos 80 e 90, mora em São Leopoldo (RS), onde tem escolinha de futebol.

CARLOS ALBERTO BARBOSA: lateral-direito do Santa Cruz, Sport Recife, Seleção Brasileira Sub-21, morreu no dia 7 de março de 1982, após sofrer parada cardíaca na partida entre Sport e XV de Jaú, na Ilha do Retiro.

CARLOS ALBERTO RODRIGUES: meio-campista do São Paulo, Grêmio, Santa Cruz, Náutico, Colorado (hoje Paraná Clube), entre outras equipes nos anos 60 e 70, hoje mora entre São José dos Campos e Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. Lá, ele trabalha no ramo de lajotas.

CHICO FRAGA: Ex-lateral do Inter, São Paulo e Náutico, mora em Porto Alegre e é gerente comercial de uma multinacional da área de informática.

CHINA: ex-atacante do Santa Cruz de Recife, do América do Rio e do São Paulo em 50, mora hoje em Recife-PE e marcou dois gols de escanteio num só jogo atuando pelo Amériquinha formando no ataque "Tico-Tico no fubá", pois ciscava muito e fazia poucos gols.

COCADA: Cocada, ex-lateral-direito do Vasco, campeão carioca de 88, jogou no Santa Cruz, mora em Campo Grande (MS), trabalha na categoria Sub-20 do Operário (MS) e ainda joga nos veteranos do clube.

CARLOS ALBERTO BARBOSA: Jogou na lateral-direita do Santa Cruz e do Sport Recife, nos anos 70 e início dos anos 80, morreu no dia 7 de março de 1982, após sofrer parada cardíaca na partida entre Sport e XV de Jaú, na Ilha do Retiro.

CLÁUDIO ADÃO: defendeu as seguintes equipes: FK Austria (Áustria), Al Ain (Emirados Árabes), Benfica (Portugal), Bangu, Bahia, Cruzeiro, Portuguesa, Sport Boys (Peru), Campo Grande, Alianza (Peru), Ceará, Santa Cruz, Pesquero Chimbote (Peru), Volta Redonda e o Rio Branco (ES).

DARINTA: Ex-zagueiro do Palmeiras, em 81, e do Náutico, de 69 a 70, mora em Santarém (PA), no bairro Jardim Santarém e trabalha com uma escolinha de futebol, que leva o nome "Darinta".

DIDI DUARTE: Meio-campista gaúcho do Atlético do Paraná, Portuguesa e Sport do Recife, atuou no ramo imobiliário. Hoje ele comanda as divisões básicas do Náutico em Recife.

DINHO: O volante Dinho, ex-Sport Recife, São Paulo, Santos e Grêmio, mora em Alvorada (RS), cidade próxima de Porto Alegre e joga em equipes de veteranos com os ex-colorados Paulo Santos e Pinga.

DADÁ MARAVILHA: Folclórico centroavante do Galo, (onde foi campeão brasileiro em 71 e mineiro em 70 e 78), Campo Grande, Flamengo, Internacional, Sport, Goiás, Bahia, Ponte Preta, Paysandu, Náutico, Santa Cruz, Coritiba, América-MG, Nacional-AM, XV de Piracicaba, Douradense e Seleção Brasileira, vive em Belo Horizonte onde é comentarista de rádio e assina uma coluna em um jornal e dá alguns pitacos na TV Globo.

DJAMA LINHARES: vestiu algumas das camisas mais importantes do futebol nordestino (América de Natal, Sport, Santa Cruz, Ceará e Ferroviário). Mas foi no Corinthians, entre 1978 e 1981, que o ex-zagueiro e volante ganhou notoriedade e viveu alguns dos momentos mais marcantes da carreira. Atualmente vive em Recife, mas sempre que pode retorna à pequena Macaíba, no Rio Grande do Norte, onde nasceu em 21 de junho de 1954. Trabalha como treinador desde que abandonou os gramados, no final da década de 80.

DOUGLAS ONÇA: começou a carreira na Ferroviária de Araraquara e jogou também pelo Coritiba, Sport Recife, Avaí e Atlético Goianiense. Hoje, o ex-meia, que atuou ao lado do goleiro Abelha e do centroavante Marcão no bom time da Ferroviária de 83, mora em Araraquara (SP) e trabalha no ramo de joalherias e telefonia celular.

DUQUE: David Ferreira, o Duque, ex-zagueiro e vitorioso técnico do Fluminense, em 1973 e do Náutico de Recife, na metade dos anos 60, mora no Rio de Janeiro (RJ) e não está aposentado. seu maior orgulho é ter montado o melhor time do Clube Náutico Capiberibe de todos os tempos, nos meados dos anos 60. O time formado por Lula (jogou no Corinthians); Gena, Mauro e Fraga; Salomão e Ivan (ou Zé Carlos); Nado, Bita (o "Homem do Rifle", já falecido e irmão de Nado, também ex-Vasco e um dos 47 de Feola para a Copa da Inglaterra), Nino e Lála, jamais será esquecido pelo fanático torcedor do centenário time timbu.

ÉDER: Ótimo ponta-esquerda do Grêmio, Atlético Mineiro, Palmeiras, Sport Recife, trabalha como empresário no ramo de posto de combustível, representante de óleo lubrificante e comentarista da Rede Globo/Minas e joga futebol masters.

EDÚ MANGA: parou de jogar e voltou a morar em Osasco (SP), onde nasceu no dia 2 de fevereiro de 1967. Na cidade de Grande São Paulo, Edu Manga, que já foi comerciante (dono de bar), ainda bate uma bolinha com alguns veteranos. Jogou no Palmeiras, depois da apagada passagem pelo Corinthians, jogou no futebol japonês, em times europeus e ainda atuou em equipes do futebol brasileiro, entre elas no Sport Club do Recife.

ERB: três filhas, ex-meio campista do Palmeiras, em 76 e 77, mora em Valinhos (SP) e tem uma rede de distribuição de queijos, manteiga e iogurte pelo interior. Nascido no dia 9 de janeiro de 1949, em Maceió (AL), o ex-meia começou a carreira em times de várzea no bairro da Pajuçara. "Ele costumava defender o Ypiranga da Praça Rex. A carreira profissional teve início no CRB em 1969. No mesmo ano, o alvi-rubro tornou-se campeão estadual. O meia jogou também no Santa Cruz (de 69 a 75), Guarani (em 75 e 76) e no Comercial de Campo Grande (de 78 a 81), onde encerrou a carreira.

ESTEVAM SOARES: Nascido na cidade de Cafelândia, no estado de São Paulo, no dia 10 de junho de 1956, Estevam, o Estevam Eduardo Lemos Soares, ex-zagueiro do Guarani, XV de Jaú (SP), São Paulo (onde fez parte do time Campeão Brasileiro de 1977. O Tricolor derrotou o Atlético Mineiro, em pleno Mineirão, nos pênaltis), Taquaritinga (SP), Sport Recife (campeão em 1987 da polêmica Copa União), Vitória e outras "100" equipes, trabalha como técnico de futebol.

EVARISTO MACEDO: Evaristo de Macedo Filho, o Evaristo, ex-atacante do Flamengo, Barcelona e Real Madrid e um dos melhores jogadores brasileiros em todos os tempos, hoje é consagrado treinador do futebol brasileiro. Treinou vários clubes entre eles, o Santa Cruz de Recife. Ele mora no Rio de Janeiro (RJ), onde aguarda propostas de clubes.

FERNANDO SANTANA: Nasceu dentro do Santa Cruz, foi um dos mais perfeitos atacantes do Clube e campeão várias vezes pelo tricolor. Continua trabalhando e morando no Recife.

FLÁVIO: o ex-goleiro Flávio campeão brasileiro pelo Sport em 1987, defendeu o clube pernambucano entre 1982 e 1990. No Leão da Ilha, jogou ao lado de grandes nomes da posição como País, Paulo César, Rafael, Márcio, Gilberto e Serginho. Passou também por Auto Esporte/PB, Paulistano/PE, Sampaio Correia/MA, Moto Clube/MA, CRB/AL, Remo/PA, Campinense/PB, Fortaleza/CE, Jataiense/GO e Bacabau/MA.

GERALDO JOSÉ: Ex-centroavante e ponta-esquerda de Corinthians, Palmeiras e Flamengo nos anos 60, mora hoje em Sorocaba-SP onde é professor de futebol da "Escolinha do Geraldo", da Vila Assis. Geraldo José jogou também na Seleção Pernambucana, Ferroviário-PE, Náutico, Sport, Nacional de Manaus, São Bento de Sorocaba e Ponte Preta. Parou em 1971 no Juazeiro.

GENA: Lateral-direito do Náutico, hexa campeão pernambucano de 1963 a 1968 e penta pelo Santa Cruz, mora hoje em Recife (PE).

GILBERTO: ex-goleiro que defendeu o Santa Cruz, o São Paulo, o América Mineiro e o Sport nos anos 50, 60 e 70, hoje mora com a família na capital paulista e trabalha como administratador do CCT do São Paulo Futebol Clube, no bairro da Barra Funda, zona oeste.

GILSON GÊNIO: Ex-ponteiro do Fluminense, Bahia, América (RJ), Grêmio e Santa Cruz, mora no Rio de Janeiro e trabalha como treinador de futebol das categorias de base do Fluminense.

GIVANILDO OLIVEIRA: Ex-volante do Santa Cruz, Corinthians e Seleção Brasileira, o Topo Giggio hoje é técnico de futebol, com vários títulos comandando o Sport Recife, Paysandu, Remo e Fortaleza.

IVAN: ex-zagueiro do Vasco, Santa Cruz (final dos anos 80) e do XV de Piracicaba (final dos anos 70) mora hoje na belíssima e histórica Olinda (PE) e tornou-se pastor. Ivan, que foi campeão carioca de 82 e vice-campeão brasileiro em 79 e 84, encerrou a carreira no Santa Cruz. Foi um dos criadores dos "Atletas de Cristo", ao lado do ex-goleiro João Leite do Galo de Belo Horizonte. Hoje é pastor em Recife.

JACOZINHO (foto): Ex-ídolo do futebol nordestino, onde jogou no futebol alagoano e no Santa Cruz do Recife, brilhou em jogo festivo ao craque Zico, mora em Vila Velha (ES). Ele tornou-se evangélico e comando uma escolinha de futebol (núcleo do Vasco da Gama).

JAIRO: ex-goleiro do Fluminense, Coritiba, Corinthians e Náutico e da seleção brasileira em 76 (o técnico era Oswaldo Brandão), tem residência em Curitiba (PR) e em 2005 aceitou convite para ser técnico do Operário de Mafra, de Santa Catarina. Segue a carreira de treinador até hoje e cuida de escolinhas de futebol no eixo de Curitiba e Joinville.

JARDEL: Hexacampeão pernambucano pelo Náutico nos anos 60, hoje é presidente da COOPTRAERJ, Cooperativa de Ex-atletas do Estado do Rio de Janeiro. "A Cooperativa conta com grandes ex-atletas, entre eles o Brito, Altair, Marco Antonio e Roberto Miranda", contra Jardel, que também teve passagens pelo Canto do Rio (RJ), Internacional (RS), Flamengo e Fluminense.

JORGE MENDONÇA: Esquecido em Campinas, o ex-craque Jorge Mendonça que viveu seus melhores momentos no Náutico, perdeu muita coisa com sua vida irregular. De imóveis em Recife, outros tantos em São Paulo e Rio, carros, telefones e, principalmente, o carinho da mulher e dos filhos Fabiana, Christiana e Jorge Júnior. Jorge Mendonça faleceu recentemente.

JUCA SHOW: Famoso meio-campista do Náutico Capibaribe e do América Mineiro, no final dos anos 60 e começo dos anos 70, Juca Show hoje vive em Belo Horizonte (MG), onde trabalha como treinador em categorias de base do Coelho.

HENÁGIO: o ex- meia nasceu em Aracaju em 10 de dezembro de 1961. Habilidoso, passou entre outros clubes por Santa Cruz, Sport, Sergipe e Flamengo. Atualmente, o ex-jogador vive esquecido na capital sergipana. Perdeu praticamente tudo o que ganhou na carreira e vive de bicos e inicia a vida de empresário de jogadores.

LETO: Nascido em Recife no dia 14 de maio de 1968, Leto começou a carreira nas categorias de base do Santa Cruz. Chegou a ingressar no time profissional do tricolor coral. Foi contratado pelo Mogi-Mirim junto com Rivaldo e Válber, logo após a dupla ter disputado a Copa São Paulo de Futebol Juniores de 1991. Após fazer sucesso no Mogi, Leto foi contratado por empréstimo pelo Corinthians. Rivaldo e Válber (em definitivo) também foram para o Parque São Jorge.

LIMA: Ponta-esquerda do Corinthians (de 62 a 69), Millionários de Bogotá (de 65 a 68), Boca Juniors (1968), do Cruzeiro (de 70 a 74), Náutico (em 74 e 75), do Sport (em 76) e do O'Higgins do Chile (de 76 a 82), onde encerrou a carreira, mora no Alto da Vila Maria, em São Paulo, e é dono da Lima Di Biaggio, pizzaria da rua Antenor Navarro, no Jardim Brasil.

LIMINHA: ex-atacante do Atlético Paranaense, Juventus de Rio do Sul (SC), São Paulo (segundo o Almanaque do São Paulo, de Alexandre da Costa, defendeu o Tricolor em 15 jogos em 1975 com sete vitórias, sete empates, uma derrota e dois gols marcados, e fez parte do elenco campeão paulista daquele ano), Náutico, Coritiba, Coquebal Unidos (Chile), Universidade Católica do Chile e Serena (Chile), onde encerrou sua carreira, faleceu em Curitiba no dia 14 de agosto de 2000.

LUÍS FUMANCHU: Bom ponta-direita do Santa Cruz, Flamengo e Vasco nos anos 70 e 80, hoje é comentarista esportivo da Rádio Cultura da cidade de Castelo-ES e ainda trabalha com jogadores.

LUCIANO VELOSO: meio-campista do Corinthians nos anos 70, hoje vive na sua cidade natal, Pesqueira (PE), onde é técnico de futebol. Luciano começou a dirigir o Pesqueira Futebol Clube em 2006. Nascido no dia 13 de setembro de 1948, Luciano Coalhada começou a se destacar no Santa Cruz. No time coral, ele atuava ao lado de jogadores como Luís Fumanchu e Nunes. Foi contratado pelo Corinthians em 1977 e mostrou ser pé-quente. Em seu primeiro ano no Parque São Jorge, Luciano Coalhada fez parte do time alvinegro campeão paulista de 1977.

LULA: Ótimo ponta-esquerda do Internacional, de 1974 a 1977, e do Fluminense, de 1966 a 1973, trabalha como técnico na Arábia Saudita. Lula, que nasceu em Arcoverde (PE), começou a carreira no Naútico e também jogou no Palmeiras e no Sport.

LUIS FUMANCHU: Fez sucesso vestindo camisas pesadas do futebol carioca nas décadas de 1970 e 1980 como Fluminense, Flamengo e Vasco. O apelido surgiu quando ainda defendia as categorias de base do Vasco logo após acompanhar um filme de caratê. Por ter ficado bravo com os companheiros que passaram a chamá-lo assim, nunca mais conseguiu se livrar dessa designação. Jogou pelo Santa Cruz e atualmente, reside em Castelo, no Espírito Santo, cidade onde nasceu. Casado, é pai de dois filhos.

LUIZ MULLER: Surgiu como revelação no futebol paulista, mais precisamente nas categorias de base do São Paulo. Nascido no dia 14 de fevereiro de 1961, ele jogou no Morumbi entre 1978 e 1980. Funcionou como uma espécie de talismã, entrando sempre no segundo tempo das partidas. Seu auge, porém, se deu anos depois no Bragantino. Lá, foi vice-campeão brasileiro, em 1991, sob o comando de Carlos Alberto Parreira. Também teve passagens por São Bento, Guarani, Ponte Preta, Gamba Ozaka e Kyoto (Japão), Remo, Santos, Portuguesa e Sport Club do Recife.Hoje é assistente técnico no Club Náutico Capibaribe.

MANGA: ex-goleiro do Botafogo (RJ), Sport Clube do Recife, Grêmio, Internacional, Operário (MS), Coritiba, Nacional-URU, Barcelona-EQU e da Seleção Brasileira da Copa de 66, trabalhou como treinador de goleiros em Quito, no Equador, e nos Estados Unidos. Lá, onde ensinava futebol, está aposentado e vivendo tranquilamente em Little Havana, na cidade de Miami, na Flórida. Manga chegou a disputar a Copa do Mundo de 1966. Ele entrou no lugar de Gilmar dos Santos Neves na partida contra Portugal e não foi feliz.

MAZINHO: passou por vários clubes do país e teve companheiros de altíssimo nível. Começou no Paulista de Jundiaí. Entre 1971 e 1972 jogou ao lado de Pelé, Edu e Clodoaldo na maravilhosa equipe do Santos. Em 1973 atuou no time do Grêmio ao lado de Jair e de Valdir Espinosa (o Marlon Brandon dos técnicos, especialista nas equipes cariocas). Nos anos de 1974 e 75 Mazinho atuou no Fluminense, ao lado de craques como Gérson, Cafuringa, Carlos Alberto Torres (o capitão do Tri) e Carlos Alberto Pintinho. Nesse mesmo ano, jogou também pelo Santa Cruz, ao lado de Levir Culpi (hoje técnico) , Lula Pereira, Pio e Nunes.

MAZAROPI: nasceu no dia 27 de janeiro de 1953, em Além Paraíba (MG). Seu último clube como goleiro foi o Guarani de Cruz Alta, lembra o leitor Claudio Martins. Atualmente é técnico. Assumiu recentemente o Vilhena Esporte Clube (VEC) de Rondônia. Mazaropi começou a carreira de jogador nas categorias de base do Vasco da Gama. Como reserva do time cruz-maltino, Mazaropi foi campeão brasileiro de 1974.

MERICA: aguerrido volante baiano do Flamengo (entre 1975 a 1978), América-RJ, Atlético de Alagoinhas-BA, Sport do Recife e Confiança de Aracaju-SE, durante os anos 70 e 80, mora hoje em Alagoinhas-BA. Sua residência fica na rua 21 de setembro e ele ainda joga suas peladas com os amigos no campo do clube Ferroviário local, nasceu no dia 13 de setembro de 1953, em Santo Amaro da Purificação-BA,

MILTÃO: centroavante (negro, alto e forte) do Sport de Recife, Estrela de Piquete (SP), do Guarani e Volta Redonda nos anos 70, 80 e 90, morreu em Volta Redonda (RJ) no dia 22 de dezembro de 2003. Motivo: cirrose. Miltão, no Sport de Recife, jogou ao lado de Biro-Biro, do goleiro Gilberto (ex-São Paulo), do zagueiro Samuel (ex-Ponte Preta, São Paulo e Noroeste) e de Darcy, ex-ponta-esquerda do Guarani e América de Rio Preto (SP). Miltão deixou três filhos.

NECO: Rápido e oportunista ex-meia do Sport Club do Recife nos anos 80, um dos heróis do rubro-negro pernambucano na conquista da Campeonato Brasileiro de 1987, mora em Recife e trabalha como técnico das divisões de base do clube da Ilha do Retiro.

NENECA: Ex-goleiro do Náutico, do Guarani (campeão de 78) e do Londrina(PR), trabalha como treinador de goleiros dos juniores do Bugre e já esteve no profissional do Londrina, o Tubarão do Paraná. Neneca, que nasceu em 1948, também jogou no América (MG), Bragantino (SP), Fluminense (BA) e encerrou a carreira na Votuporanguense (SP), em 1989.

NUNES: Ex-centroavante Nunes, o João Cobrinha, do Flamengo, depois de fazer bonito nas categorias juniores do rubro-negro da Gávea. Jogou no Sergipe, Santa Cruz, Náutico e depois de perder quase tudo que tinha no lançamento de dois discos de pagode, viveu um bom período de patrocínio do boné de uma confecção de Vilar dos Teles, também de Nova Iguaçu.

ONÇA: Está em Serrinha, onde comanda o Serrinha Esporte Clube. Onça jogou também no Fluminense (BA), Sport Recife, Bahia e parou em 78 jogando pelo Sergipe.

PARANHOS: Zagueiro alagoano do São Paulo entre 72 e 75, está vivendo no em Maceió (AL), onde trabalha para a Secretaria Municipal de Esportes da capital alagoana, dando aulas para menores carentes em escolinhas. Paranhos foi revelado pelo CSA e também jogou no Santa Cruz.

PAÍS: País, ex-arqueiro do América (RJ) do Santos e do Sport Recife, mora no Rio de Janeiro (RJ) e trabalha como preparador de goleiros do Macaé Esporte, equipe da 2ª Divisão do Rio de Janeiro.

PEDRINHO: Lateral que veio do Bangu, jogava sério. Campeão pelo Santa Cruz por diversas vezes, continua morando no Recife, onde tem uma Casa Lotérica.

PERÍ: Mora no bairro Bela Vista, em Osasco (SP), onde trabalha como olheiro de garotos do ECO (Esporte Clube Osasco). Em Pernambuco jogou pelo Sport Recife.

PIO: Ponta-esquerda do Palmeiras (de 69 a 74) mora em Araraquara, é professor de Educação Física da UNESP e Secretário Municipal de Esportes da cidade de Américo Brasiliense-SP. Jogou na Ferroviária (de 63 a 69), Santa Cruz de Recife (de 74 a 78), Colorado,( de 79 a 81), São Carlense (em 81) e no Novorizontino (em 82), encerrando a carreira.

RAMON: O centroavante que perturbava as defesas do futebol brasileiro. Foi artilheiro do Campeonato Nacional em 1973 atuando pelo Santa Cruz. Continua morando no Recife.

RAUL MARCEL: Goleiro do Palmeiras nos anos 70, é dono do Frigorífico RM de Montes Claros, norte de Minas, onde mora. Tem 49 anos, 3 filhos, duas netas, 103 quilos e domina o mercado de lingüiça, mortadela e salame da região.

RILDO: Ex-lateral-esquerdo do Botafogo-RJ, do Santos Futebol Clube e da Seleção Brasileira de 1965 a 1969, é empresário em Los Angeles, EUA.

RINALDO: Ponta esquerda da Academia do Palmeiras (de 64 a 68), mora em Carpina (PE), a 55km do Recife, e trabalha como operador de raio-X e técnico na aplicação de gesso do hospital da cidade. Jogou também pela Seleção Brasileira na Copa das Nações de 64, na Seleção Paulista, Náutico, Auto Esporte, Treze, Coritiba e Fluminense do Rio. Parou em 1972.

RIBAMAR: Ex-meia do Pinheiros (PR), Santos, Sport Recife, Corinthians, Palmeiras e Fluminense, vive atualmente do aluguel de duas quadras de futebol de salão que possui em Curitiba (PR), onde nasceu no dia 10 de novembro de 1962.

SIMA: Sima, o "Pelé" do futebol do Piauí, mora em Teresina (PI), onde tem uma loja de material esportivo. Em Pernambuco defendeu o Santa Cruz.

SALOMÃO: Ex-volante do Santos e do Naútico nos anos 60, é médico neurologista em Recife-PE e Diretor das Divisões de base do próprio Náutico. Salomão integrou o maior time do Náutico (63,64 e 65) em todos os tempos: Lula; Gena, Mauro, Fraga e Clóvis; Salomão e Ivan (que é dentista); Nado, Bita (o "o homem do rifle" já falecido, irmão de Nado), Nino e Lala. No meio-campo também jogava Zé Carlos e o técnico era Duque, o David Ferreira

SANGALETTI: o grande cabeça de área e zagueiro do futebol brasileiro. Jogou no Corinthians e em vários clubes e em destaque no futebol pernambucano atuando pelo Sport e Náutico. Hoje Sangaletti é o superintendente do Clube Náutico Capibaribe.

SÉRGIO CHINA: Continua em Recife, tendo trabalhado nas divisões básicas do Náutico.

SIVALDO: iniciou sua carreira de jogador de futebol, no Clube Náutico Capibaribe, em 1981, com o treinador Cidinho, nas divisões de base. Após passar por uma peneira de mais de 250 atletas, o meia Sivaldo ficou no clube. Em 1983, teve as primeiras oportunidades no time titular, mas como lateral-esquerdo.

TERTO: Ex-ponta-direita do São Paulo, entre 1969 e 1976, tem uma escolinha de futebol no bairro de Jardim Umarizal, zona sul de São Paulo. Ele jogou no Santa Cruz, no São Bento (SP) no Tiradentes (PI), Operário (MS), Colorado (PR), Londrina (PR), Francana (SP) e Barra Bonita (SP).

TONINHO VANUSA: Ex-Palmeiras, Vasco da Gama e Náutico, mora em Pirituba e é empresário. no ramo de confecções.

WALDIR PERES: ex-goleiro da Ponte Preta, São Paulo, América do Rio, Guarani, Corinthians, Santa Cruz e Portuguesa, hoje é técnico de futebol.

WILSON GOTARDO: o ex-zagueiro Wilson Gottardo, nasceu em Santa Bárbara D´Oeste em 23 de maio de 1963. Começou a carreira na Barbarense e depois passou por Guarani, Botafogo-RG, Cruzeiro, Flamengo, São Paulo, Marítimo de Portugal, Sport, Fluminense e Náutico. Atualmente reside no Rio de Janeiro onde trabalha administrando os imóveis que adquiriu e empresariando jogadores de futebol. Casado, tem três filhas.

WALDEMAR CARABINA: O técnico Waldemar Carabina, marcante zagueiro do Palmeiras durante vários anos, deixou São Paulo definitivamente e radicou-se me Salvador, onde há 15 anos, reside seu filho Waldemar Tadeu Figueira.

ZÉ DO CARMO: Ex-volante do Santa Cruz e do Vasco, nos anos 80 e 90. Ele esteve trabalhando com Ricardo Rocha no Campeonato Pernambucano de 2001, no próprio Santa Cruz. Foi comentarista esportivo na Rádio Olinda e na TV Globo Recife e técnico de clubes do Nordeste, foi coordenador técnico do Náutico e hoje é técnico do Santa Cruz do Recife.

ZEQUINHA: Excelente médio-volante do Santa Cruz, de 1954 a 1958, e do Palmeiras, mora em Olinda (PE), onde é dono de uma lotérica. Zequinha nasceu no dia 18 de novembro de 1934, em Recife (PE), e apesar do tamanho (tinha apenas 1,66 de altura) foi um bravo jogador, que dificilmente perdia numa dividida.


Busca de notícias      








Todos direitos reservados 2019 - Desenvolvido pela Williarts Internet