Ouça a Independente AM ao vivo!
 
 

 

03/06/2009 - Ricardo Arroyo, o presidente que subiu o Monte Azul, esteve na Radio Jornal


O presidente do Monte Azul, Ricardo Arroyo, que conduziu o Monte Azul no acesso ao Paulistão, foi entrevistado pelo repórter Mazinho Dias (ambos na foto), da Radio Jornal AM, nesta quarta feira.
Na oportunidade, Arroyo falou dos detalhes que levaram o Monte Azul a condição de finalista na Série A2, e com vaga asseguradal para a divisão máxima do futebol paulista.
"Não existe segredo em tocar futebol profissional, é necessário apenas, organização, seriedade e credibilidade, e graças a Deus estas coisas não faltaram no Monte Azul".
Questionado em onde o Monte Azul vai mandar seus jogos no Paulistão 2010, Arroyo, disse que existe um projeto, já aprovado junto a Federação Paulista de Futebol, de ampliar o estádio para quinze mil lugares, sendo treze mil e quinhentos já em 2010 e o restante em dois anos, mas a diretoria também estuda a possibilidade de mandar seus jogos iniciais em alguma cidade da região.
Sobre o sucesso da equipe, que realizou a melhor campanha e vai ter o direito de disputar o titulo em casa na segunda e decisiva partida, o dirigente ressaltou a felicidade da diretoria em contratar jogadores de excelente qualidade para a posição, lembrou também da parceria junto ao Corinthians, que cedeu seis jogadores a equipe e do empenho de toda a cidade em busca deste acesso.
Sobre uma possível ajuda ao Barretos Esporte Clube, Ricardo Arroyo se colocou a disposição da diretoria tricolor para ajudar naquilo que a ele for possível, disse também que "Existe a possibilidade de tentarmos junto ao Corinthians trazer estes jogadores do Monte Azul para o Barretos após as finais da Série A2, mas para isso tem que existir um interesse do próprio Barretos em mandar alguém para que possamos conversar sobre isso, mesmo porque já tem varias equipes tentando estas contratações".
Outra questão levantada durante a entrevista foi em relação ao salário médio dos jogadores. Segundo Ricardo Arroyo, hoje o salário mais alto pago pelo Monte Azul é de 5 mil reais mensais, enquanto que na 1ª Divisão, que será a divisão que a equipe vai disputar, o salário mensal, em média, gira em torno de 12 a 20 mil reais mensais.
O premio pago pela Federação Paulista ao campeão da Série A2 será de 100 mil reais, mas não é este o maior interesse do Monte Azul.
"Queremos ser campeões para fecharmos com chave de ouro a nossa campanha, a questão da premiação fica para segundo plano", comentou o presidente do Azulão.
Além de providenciar as melhorias no estádio pensando em mandar seus jogos em casa, o Monte Azul busca se regularizar para ter direito a cota de um milhão e seiscentos mil reais que a Federação Paulista destina as equipes consideradas pequenas na disputa do Paulistão.
O Monte Azul joga a primeira partida da final no próximo sábado, as 19horas na cidade de Americana, contra o Rio Branco e depois decide o titulo no domingo, dia 14, as 10horas em Monte Azul.
Por ter melhor campanha o time do presidente Ricardo Arroyo joga por dois resultados iguais, e se ficar com o titulo, abre o Paulistão 2010 enfrentando o Corinthians na partida inaugural do certame.




Busca de notícias      










Todos direitos reservados 2019 - Desenvolvido pela Williarts Internet